2009-12-25

fff3s6m=fantasia-filme-ficção para salvar 6 milhões de crianças mortas de fome, (ptv, fff3f, s6m)

Todos nós podemos fazer algo para salvar 6 milhões de crianças que morrem de fome por ano e evitar a poluição do planeta. Estes dois problemas parecem-me os mais importantes do futuro. Somos todos mais ou menos responsáveis porque todos nós podemos fazer algo mais, desligar uma luz, a TV completamente apagada quando não é necessária, comprar só o que precisamos, reutilizar, reciclar, separar o lixo.

Para esta mensagem, gostaria de colaborar com os escritores, directores e produtores para um filme ou programa de TV. Para este projecto passo a utilizar as iniciais: fff3s6m=fantasia, filme de ficção para salvar 6 milhões de crianças morrem de fome.
Filmes, fantasias culturais e programas de TV são formas de estimular a criatividade colectiva para comportamentos melhor adaptados à convivência e sobrevivência global. Muitas ideias que me parecem óbvias podem ser contraproducentes. Na minha vida eu mudei minha opinião sobre muitas crenças que considerava evidentes. As novas tecnologias são uma ferramenta para facilitar a colaboração da criatividade e da inteligência colectiva.

Creio ter ideias para um filme para sensibilizar e educar para um comportamento mais ético, justo e ambientalmente amigável para um futuro melhor.
Eu imagino um profeta com muitos defeitos próprios de diferentes idades mas que tenta sempre melhorar. Uma voz que parece um anjo ou a sua alma para punir o comportamento anti-social para se tornar melhor, mas sempre aparecem novos defeitos. Creio que muitas fantasias ou crenças religiosas se tornam quase universais porque têm algum fundamento psicológico. Creio que a alma, voz da consciência ou anjo da guarda encontram grande fundamento nas teorias de Freud da culpabilidade e recalcamento inconsciente da culpa. Se fazemos mal aos outros e tentamos esquecer pode originar recalcamentos inconscientes que transformam o presente em inferno e se manifestam com actos falhados ou doenças psico-somáticas.

Um estudo prova que fazendo bem aos outros fazemos bem a nós mesmos, sobretudo quando o fazemos sem receber ou esperar recompensa. Somos premiados pela nossa consciência como se um Deus nos visse sempre, nos premiasse quando fazemos o bem e nos punisse quando fazemos o mal. Parece que na realidade o prémio e castigo da consciência funciona para crentes e descrentes.

Imagino um filme com uma forma espectacular e emocional de transmitir estas mensagens e outras com o melhor da ciência actual. Imagino um "profeta" com o pior do quotidiano mas que melhora sempre até se tornar um ídolo, santo ou herói de uma cultura, ética e civilidade futura global.
Este profeta tem uma relação de admiração e inveja de outros profetas ou santos:  São Paulo que perseguia os cristãos antes de se tornar o principal apóstolo, São Francisco que era um príncipe rico com muitas namoradas, Maomé com 12 esposas e a casar-se de velho com uma jovem de 18 anos...
Em sua fantasia imagina a felicidade de ter 12 esposas e imagina que todas tenham o melhor de muitas que conheceu, mas depois aparece o pior ...
Certas fantasias exageradas podem servir de divertimento para transmitir mensagens.

Encontrei um vídeo na Internet que poderia ser o início deste filme: Um abutre à espera da morte de uma criança para a comer. Uma das centenas que o fotógrafo Kevin tinha visto morrer naquele dia.
Se alguém quiser colaborar pode deixar um comentário.
Mais em italiano
: fff3s6m, s6m, fff3f.