2014-10-06

Dicas práticas muito interessantes, geniais ou perda de tempo? NEO-informação, NEO-política, NEO-arte, NEO-cultura e NEO-surrealismo

Recebi um email com o título „Dicas práticas muito interessantes” e encontrei o seu conteúdo repetido 3 vezes online, (1), sem saber quem é o original. Algumas destas dicas são importantes para quase toda a gente, outras só interessam a uma dona de casa, outras não só não interessam como são uma perda de tempo para elites em diversos ramos da economia, informação, política e justiça.
Por exemplo: "O modo mais fácil de cortar diversos tomatinhos cereja é colocá-los entre duas tampas de plástico como um sanduíche e passar uma longa faca afiada, cortando todos de uma vez". Muito interessante para uma dona de casa mas uma perda de tempo para elites que têm problemas globais mais importantes. 
Algumas inspiraram-me INS=Invenções NEO-Surrealistas : sempre que escrevo uma abreviatura, geralmente de 3 letras ou com números e outros símbolos quer dizer que estou perante um argumento de particular interesse a investigar para ebook ou artigos online.
Os contribuintes alemães alimentam presos, exilados e desempregados que ao não fazerem nada atrofiam as suas capacidades e correm o perigo de se transformarem em piores custo dos contribuintes. Como diz o ditado: “A ociosidade é a mãe de todos os vícios” e eu acrescento de atrofia das capacidades, depressões, doenças e criminalidade. Grande parte do que na Alemanha vai para o lixo aumentar a poluição e custar energia para a destruição poderia ser reciclado em objectos de uso doméstico ou industrial. Os desempregados, presos e exilados poderiam ocupar o seu tempo na reciclagem desenvolvendo assim criatividade e custando menos aos contribuintes ou tornando-se mesmo contribuintes normais como a maioria dos alemães ou de de qualquer outro país mais “civilizado”.
Muitos recipientes de detergentes, em vez de irem para o lixo poderiam transformar-se em regadores, ("aguadeira baratinha"), com buracos nas tampas, como uma das "dicas muito interessantes" do email.
A pior dica para mi e para a maioria das elites mais éticas consiste em ferver água para ter pedaços de gelo transparentes: um gasto supérfluo de energia quando há crianças a morrer de fome por falta de energia. Se as elites da política, economia, informação e justiça fossem mais sensíveis à economia de energia para salvar crianças mortas de fome poderiam salvar-se muitas. Mas as crianças a morrer de fome não fazem parte da informação condicionada pela publicidade, da cultura, arte e política condicionada por essa opinião pública...
Imagino uma NEO-informação, NEO-política, NEO-arte, NEO-cultura e NEO-surrealismo com uma ética de utilidade social global de Internet e novas tecnologias.
Proponho uma arte, cultura e filosofia do futuro orientada para a participação da criatividade e inteligência colectiva na invenção de formas de divertimento e tempo livre promotoras de ideias para o melhor uso de Internet e novas tecnologias para uma melhor convivência global. Se alguém quiser colaborar pode começar por deixar um comentário e forma de contacto.Outros exemplos de dicas "muito interessantes" para certas pessoas e perda de tempo para outras: 
"Organize suas bijuterias num quadro de avisos para facilitar ver e decidir o que usar"... "Remova pelos de animais e cabelos de seus móveis e carpete com um rodo"...
"Vire a torradeira de lado para fazer misto quente"..."Use forma de empadas para assar pimentões no forno - isso ajuda a mantê-los em pé"... "Para prevenir batatas de grelar, junte uma maçã"... "Adicione meia colher de chá de bicarbonato à água quando cozinhar ovos, isto fará descascá-los com facilidade" ... "WD40 pode ser usado para remover marcas de crayon" ... "Para certificar se os ovos estão frescos, imersa-os numa vasilha com água. Os ovos frescos ficarão no fundo, enquanto que os velhos flutuarão"... "Para limpar uma tábua de cortar, pulverize com sal e esfregue com METADE de um limão. Enxague bem e seque para assegurar que está limpo e livre de germes"... "Amole tesouras cortando uma folha de lixa de papel"... Use borrachinha para ajudar a abrir um frasco: coloque uma em volta do meio do vidro, e outra em volta da tampa"..."Para prevenir as lágrimas quando cortar cebolas, passe vinagre branco na tábua de cortar"... "Guarde os lençóis dentro de suas fronhas" ... "Use giz para remover manchas gordurosas de roupas. Simplesmente esfregue o giz na mancha e lave normalmente"... "Congele uvas brancas para esfriar vinho branco sem aguá-lo"...

(1) Procurando com Google “Guarde seu açúcar mascavo com um ou dois marshmallows dentro, para manter o açúcar fresco e seco” encontrei 3 resultados com o conteúdo idêntico ao do email: 22 dicas absolutamente geniais! | Viva 50 por Maria Celia e ... www.viva50.com.br/22-dicas-absolutamente-geniais/... dicas interessantes e úteis - cria e recria faz magia eudepaula.blogspot.com/2014/08/dicas-interessantes-e-uteis.html ... BLOG DO BOY bbblogdoboy.blogspot.com/

2014-10-04

Futuro do jornalismo, informação e história online: publicidade-marketing, técnicas, inteligência e populismo


Quando comecei a dar os primeiros passos online procurei magia, ilusionismo, ou qualquer palavra com a minha actividade profissional e só encontrei um desconhecido ilusionista fã de Luís de Matos. Eu tinha já nessa altura 15 prémios em concursos internacionais de ilusionismo mas não existia online. Um principiante técnico de novas tecnologias aparecia primeiro de Luís de Matos que nessa altura era já o mais famoso de Portugal.

Com Google encontrei em buscas de mais de 50 milhões de resultados encontrei em primeiro lugar publicidade em forma de informação com 2 mentiras só no título.

Berlusconi-Ruby teve mais de 50 milhões de resultados no Google e em minha opinião na maioria uma banalidade com a mentira do século.

Vi um documentário numa TV italiana de um técnico perito em Google que colocou em primeiro lugar uma mentira construída para figurar em primeiro lugar.

Se o futuro da informação online não evoluir com mais ética, moralidade, colaboração coletiva dos melhores não corremos o risco de transformar a informação, jornalismo e história do futuro online em banalidades populistas e mentiras agradáveis para a maioria primeiro das verdades científicas mais desagradáveis? 

2014-09-29

Alimentos saudáveis para viver mais e melhor? Saúde e medicina natural: divina ou diabólica?


Se existem alimentos para viver mais e melhor devem ser mais divulgados e promovidos. Se alguns sites divulgam falsas informações sobre alimentação e saúde ou publicidade enganadora disfarçada de “últimas descobertas científicas” ou qualquer título muito populista para atrair visitas e publicidade antissocial devem “morrer-on-line”: evitados dos motores de busca e de todos os meios de comunicação mais honestos, éticos e sociais.

As informações sobre alimentação e saúde podem ser divinas ou diabólicas: divinas se são verdadeiras e produzem benefícios sociais astronómicos  ou diabólicas se produzem danos incalculáveis.

Procuro autores online especialistas em diversos ramos do saber para um projeto de ganhar online a produzir melhores benefícios sociais globais e evitar os danos colaterais de falsas informações, (Email ou formulário para me contactar: http://piresportugal.wix.com/serip-magic-shows#!contact-us).  

Um título diz: “15 alimentos para retardar o envelhecimento”: http://viagens.pt.msn.com/15-alimentos-para-retardar-o-envelhecimento. Se isto é verdade deve ser muito mais divulgado. Se for mentira deve provocar a MOL=Morte-On-Line deste post, de quem o divulga e promove.


MOL=Morte-On-Line: Boa, má, honra, vergonha ou ... Recebi mais "condenação à morte online". Quando se tocam certos ... ONU-W-GOV

onu-w-gov.blogspot.com/ Ética e Utilidade Social Global para um Futuro Melhor OnLine, … revolução com a MOL=Morte-On-Line dos criminosos legais ou ilegais mas injustos e imorais… MOL=Morte-On-Line para pornografia e sexo sem ser ... MOL=Morte-On-Line pode ser o início de uma revolução online melhor da de Ernesto Che Guevara, sem pessoas mortas, muito menos inocentes, mas uma firme ... pebook=personalizado e-book exclusão e “MOL=Morte-On-Line” dos piores. ... Publicada por PiresPortugal Neo-Machiavelli, Serip à(s) 04:39 Sem comentários:. Como criar produtos digitais, eBooks, “PeBooks” e “CeBooks” … Promover os melhores e as melhores ideias, com a exclusão e “MOL=Morte-On-Line” dos piores. ... Neoleonardo's Blog | Just another WordPress.com weblog

neoleonardo.wordpress.com/  MOL=Morte-OnLine: boicotto di molti ... Porquê fazer doações? 1. Um estudo científico... - USA-ONU

usa-onu.blogspot.com/2006/08/porqu-fazer-doaes-1.html ... Eu estava exausto de pesquisar formas de ganhar algum online ate que descobri um local para obter ... MOL=Morte-On-Line para pornografia e sexo sem ser procurado, ... USA-ONU usa-onu.blogspot.com/MOL=Morte-On-Line para pornografia e sexo sem ser procurado, ...  Google+.

Como criar “screenshot”, uma imagem da tela, (do ecran), no Windows do PC? (Diga PC e não computador…)

 Screenshot” é uma imagem da tela ou parte da tela do seu PC (diga PC e não “computador” porque…). “Uma imagem vale mais de mil palavras e pode ajudar a explicar um problema.
Para criar uma imagem de tela apresentada no PC:
Pressione a tecla “Print Screen” ou “Prnt Scrn” o“prt sc” ,  (dependendo do seu teclado, “keyboard”). Esta tecla encontra-se normalmente  na parte superior direita do teclado. Para capturar apenas a janela ativa, mantenha pressionada a tecla “Alt” ao mesmo tempo.
Do menu “Iniciar” do Windows abra o programa Microsoft Paint a partir da lista Programas (procure em Acessórios). No Paint "paste", clique em “Ctrl+v” para colar a imagem que será exibida.

Salve sua imagem como um arquivo PNG. 
Diga PC e não “computador” porque o tempo é um dos valores mais preciosos online e uma única língua de standard universal seria a revolução cultural com mais benefícios globais.
As abreviaturas são muitas vezes uma maneira de economizar tempo a quem escreve ou lê. Por isso proponho a promoção de abreviaturas universais para os objectos mais usados nas novas tecnologias, não traduzir para diferentes línguas as novas palavras actuais e futuras das novas tecnologias e usar a primeira que apareceu ou a mais fácil de aprender nas diversas línguas, que tiver mais semelhanças com palavras usadas em mais línguas e com significado parecido ou abreviaturas com letras e números mais fáceis de fixar.  

2014-09-16

JIO=Jornalismo e Informação Online: publicidade, marketing, verdade, mentira, inteligência, criatividade e populismo


A grande facilidade de comunicar online e de multiplicar facilmente a informação sem controlo da verdade ou falsidade pode desorientar quem procura o importante para cada momento.
A mentira ou meias verdades podem aparecer primeiro da verdade essencial, do mais importante ou mais científico. Ao procurar uma informação online posso perder muito tempo com mentiras populistas que podem aparecer primeiro das verdades mais inteligentes.
A criatividade e inteligência coletiva são facilitadas online e inventam anticorpos do pior mas exigem uma contínua adaptação e invenção da imunidade contra novos problemas.

A publicidade controla ou condiciona mais a informação online do que a tradicional. Muitas mentiras são divulgadas como verdades científicas ao serviço da pior publicidade e marketing.
Sem fronteiras e sem um governo global de Internet e novas tecnologias não existem leis universais online ou normas de moral ética e deontologia profissional para mais benefícios a nível global.

Creio que o ideal seria uma NEO-ONU para criar leis, moral, ética, deontologia e justiça para a melhor utilidade social global de Internet e novas tecnologias.

Os motores de busca têm um grande papel no futuro da informação, sobretudo na punição com a "morte-on-line", conversão ou exclusão dos piores em moral, ética, deontologia e injustos benefícios de poucos com danos imorais de muitos. Encontrei duas mentiras só num título do primeiro lugar de mais de 50 milhões de resultados de Google. Se isto acontece com o melhor motor de buscas imagino que acontecerá pior com outros.

2014-09-02

Rui Cardoso Martins, “Justiça à Portuguesa”, “Injustiça à Italiana” e NJF=Neo-Justiça-Futura ou “J3M=Justiça em 3 Minutos”



Rui Cardoso Martins é o autor português onde li a melhor sátira a certa “Justiça à Portuguesa”(1).
Foi com grande prazer que li num blog de um italiano que passou férias em Portugal: regressou a Itália com uma mala de livros e reproduziu a tradução para o seu blog uma seleção do livro de Rui Cardoso Martins “Deixem Passar o Homem Invisível com o pior que conheça da “Injustiça à Italiana”(2).
Escrevi muito sobre as injustiças de certa justiça e a estupidez, imoralidade e injustiça de certa legalidade, sobretudo italiana. Tenho muito mais escrito e não publicado com medo dos mafiosos que matam e dos magistrados que condenam jornalistas a pagar €280.000 por “difamação” ou porque fizeram sátira à mais ridícula justiça. Talvez seja melhor não “acordar o dragão adormentado”…
Imagino uma NJF=Neo-Justiça-Futura com magistrados que tenham ao menos metade da inteligência, eficiência, pragmatismo e criatividade de Berlusconi e metade da moralidade do papa, melhores cardeais, bispos ou católicos que possam fazer melhor justiça em 3 minutos de certa justiça tradicional em 30 anos, (3).
Muitas vezes penso que grande parte da pior injustiça resulta de "pequenos" magistrados condicionados de grandes advogados. Muitos magistrados são “pequenos” em inteligência, moralidade e bom senso de justiça. Muitos grandes advogados são grandes em inteligência, pragmatismo e psicologia de condicionarem os pequenos magistrados a cumprirem as piores leis ao serviço das piores injustiças e esquecerem as melhores leis aplicadas a uma melhor justiça. Imagino uma “J3M=Justiça em 3 Minutos” com os melhores advogados a ganharem mais com as suas capacidades ao serviço de melhor justiça do que da pior injustiça, (4).
Segundo Berlusconi a justiça italiana gastou mais de 300 milhões de euros dos contribuintes para o condenar. Berlusconi foi mais condenado do “presunto boss”, (presumível chefe), de uma das mais famosas organizações mafiosas internacionais que foi preso e posto em liberdade no dia seguinte. Os contribuintes italianos pagam para uma justiça que ocupa o seu tempo com 95% dos processos em prescrição ou piores mafiosos presos e libertados no dia seguinte. Nos 5% de maior eficiência estão os “mafiosos” que ou não são mafiosos ou não são dos piores, ou foram mesmo dos melhores políticos contra a pior máfia: Berlusconi e Andreotti, (5).
Agradeço tradução para outras línguas (em condições a combinar) do melhor dos meus ebooks em português, (http://mydgs.co/ganharonlinesocial), e italiano, (http://www.amazon.it/s?_encoding=UTF8&search-alias=digital-text&field-author=Neo-Machiavelli%20PiresPortugal).
Ao comprar estes eBooks tem o direito de selecionar 50% para criar o seu "PeBook", um personalizado eBook que pode vender com 100% dos lucros mais 50% da promoção dos meus originais com um link de afiliado criado aqui: http://www.digitalgoodsstore.com/affiliate-signup/MkCM6t .
Meus eBooks em português, (http://mydgs.co/ganharonlinesocial):
E.1. Tempo é Vida, Saúde, Dinheiro, Amor, Felicidade, Inteligência, Criatividade, Memória, ... (€7, http://mydgs.co/isvx4h ).
E.2. GOLEUS=Ganhar OnLine com Ética e Utilidade Social Global”, (€9, http://mydgs.co/sL0RZw/GtRzAJ).
E.3. Como Ganhar OnLine com Utilidade Social Universal”, (Continuação de GOLEUS+PeBook1), (€7, http://mydgs.co/sL0RZw ).
E.4. Como Ganhar OnLine e Salvar Crianças Mortas de Fome, (€ 7, (http://mydgs.co/WqM5TE ).
E.5. Silvio Berlusconi, Itália 1982-2012 e a Mentira do Século", (€99, http://mydgs.co/EeJvw 2).

E.6. Ética e Utilidade Social Global para um Futuro Melhor OnLine, (€1 http://www.digitalgoodsstore.com/mydgs/ny3rGx). 
 Rui Cardoso Martins, “Deixem passar o homem invisível”
ONU-W-GOV: Rui Cardoso Martins fans club, comentários e ...
Novo romance de Rui Cardoso Martins sairá em Abril na ...
pebook=personalizado e-book: Novembro 2013
GOLEUS=Ganhar OnLine com Ética e Utilidade Social Global
(2) Letture – Deixem passar o homem invisível | I Sogni Ferrosi
(3) Escrevi no ano 2000: TSTC - Xoom.it: "JUSTIÇA" NOS BASTIDORES DE UM PALCO DE PODERES, INJUSTIÇAS E FANTOCHADAS (CONTINUAÇÃO DE: "AS INJUSTIÇAS DA "JUSTIÇA" TRADICIONAL E COMO UM ANALFABETO FARIA MELHOR EM 5 MINUTOS DO QUE SÁBIOS DOUTORES EM 5 ANOS", …  http://xoomer.virgilio.it/jiimm/a2000-12.htm :  … Entrei num super-mercado e fui assediado por uma campanha de caridade … recordei a notícia de que só 20% dos donativos para a Somália chegou aos pobres. Os restantes 80% foram alimentar mafia e corrupção italiana. Mas um amigo, daqueles que considero acima de qualquer suspeita não só pela formação como pela cultura geral, (ex-seminarista, advogado pela universidade de Oxford, ex-porta-voz da imprensa do Vaticano), afirmou-me que das ofertas para os países pobres só 6% chega realmente aos pobres. Os restantes 94% ficam nos países ricos ou vão para os ricos dos países pobres.
Eu era muito caridoso: conheci um jovem mulato de Cabo Verde que precisava de ajuda, ajudei-o e pedi colaboração a familiares e amigos para o ajudarem. Roubou-me a mi e aos familiares e amigos e fiquei tão revoltado que quase me tornei racista. Um "amigo" dos tempos da universidade apareceu-me dez anos depois com as lágrimas nos olhos dizendo-me: "fui um grande advogado mas fui vítima de um vigarista e nem sequer posso entrar em Portuga … tenho de permanecer no estrangeiro até mostrar que sou inocente e entrar em Portugal de cabeça erguida … a minha mulher está grávida e não tenho meios de lhe dar de comer … és dos poucos amigos em quem confio e a quem posso recorrer …"
Alojei-o e alimentei-o a ele e à mulher durante cerca de meio ano. Em troca do bem que lhe fiz roubou-me uma fortuna, ameaçou-me em estilo mafioso, destruiu-me economicamente, profissionalmente e psicologicamente. Com a "justiça" tradicional aumentei a minha ruína económica para conseguir uma condenação fantoche: foi condenado em Itália à prisão e ao pagamento de uma parte das vigarices mas bastou fugir para Portugal para não pagar nem ir para a prisão.
Convenci meus irmãos a cedermos uma quinta a uma associação de recuperação de marginais e tóxico-dependentes. Primeiro tivemos que afrontar os protestos das aldeias vizinhas porque roubavam, depois roubaram-nos tudo o que tinha valor, incluso um grande armário de nogueira, uma máquina de lavar, um grande frigorífico e uma enorme pedra de moinho antigo. Desapareceram sem entregarem as chaves, mudam continuamente de número de telefone, numa das muitas tentativas para contactar os responsáveis disseram que pagavam tudo mas não foi possível contactá-los de novo. Coisas com alto valor simbólico e bens que custaram muito a ganhar aos meus pais e avós trabalhando 16 horas por dia sem férias nem fins de semana a não ser uma hora para irem à missa aos domingos, bens que foram economizados com muito trabalho e sacrifício serviram para alimentar parasitas. Mais uma vez fui considerado o tonto da família.
Tudo isto alterou a minha personalidade: em vez de generosidade sinto revolta contra os que vivem no luxo roubando ou parasitando o fruto do trabalho dos outros. Sonho contribuir a revolucionar certo sistema policial e judicial que em vez de fazerem justiça e ajudarem as vítimas ainda as castigam com estúpidas e ineficientes burocracias.
Hoje penso que a melhor esmola que eu posso dar é contribuir para que as esmolas não sejam necessárias, haja melhor justiça e a caridade chegue realmente a quem precisa. O meio mais lógico e eficiente seria com uma melhor justiça internacional da ONU ou uma NEO-ONU que desse trabalho a muitos dos melhores desempregados ocupando-os a fazer melhor justiça, aplicar multas aos piores para premiar os melhores e indenizar as vítimas. Em vez de dar esmolas ofereço o meu trabalho nestes escritos esperando contribuir para uma melhor justiça, para um mundo melhor.
As injustiças de que fui vítima, o que sofri em troca de fazer bem, transtornaram a minha personalidade. Aprendi que o ódio faz mais mal a quem odeia e a vingança cria muitas vezes um circulo vicioso de danos em cadeia a crescer até ao infinito. Mas o perdão de certos criminosos com premio aos piores estimula ainda mais a criminalidade. Hoje penso que a falta de justiça é a causa da maioria dos piores males evitáveis da sociedade. Se as injustiças permanecerem premiadas aumentarão cada vez mais. Hoje luto por uma revolução do sistema policial e judicial que produza uma revolução moral social global.
Recebi muito na vida não só de familiares e amigos como de anônimos benfeitores de instituições religiosas como os Missionários de S. João Baptista onde estudei 12 anos. Muito se faz com a caridade de boa gente mas muito mais se poderia fazer se não houvesse alguns a envenenar os frutos dos bem intencionados.
Com enorme gratidão para com todos os que me ajudaram torno públicas as minhas ideias esperando que contribuam para um mundo melhor. Aproveito para referir algumas obras que me merecem toda a confiança e para as quais me parecem bem empregues os donativos:
MISSIONÁRIOS DE S. JOÃO BAPTISTA: nascidos na Alemanha inicialmente como apoio aos pobres sem teto espalharam-se pelas regiões mais pobres do mundo exercendo uma monumental obra de instrução e apoio aos mais desfavorecidos.
AS INJUSTIÇAS DA "JUSTIÇA" TRADICIONAL E COMO UM ANALFABETO FARIA MELHOR EM 5 MINUTOS DO QUE SÁBIOS DOUTORES EM 5 ANOS
Passaram mais de 5 anos de um acidente que me destruiu o carro. Fui chamado de Itália onde vivia para ir testemunhar no julgamento em Portugal porque as companhias de seguros não querem pagar ou não se entendem quanto às responsabilidades. Parece que um carro avariou na auto-estrada e o condutor em vez de aproveitar a embalagem para estacionar na margem à direita estacionou na esquerda. Deve ter batido nele um outro, depois um terceiro bateu não sei em qual, só sei que vi um vulto atravessar à minha frente da direita para a esquerda e não consegui evitá-lo.
O carro ficou sem concerto. A companhia de seguros avaliou-o em 650 contos, embora eu nem com o dobro comprasse um carro idêntico, avaliou os salvados em 150 contos podendo eu dispor deles. Só os consegui vender por 75 contos. Só me daria 500 contos se viessem a ser comprovadas responsabilidades, mas depois recusou-se a pagar. Assim se compreendem os luxos e lucros das companhias de seguros.
À entrada do tribunal encontrei um amigo que conhecera o meu carro e se dispusera a testemunhar sobre o valor do carro. Mas entretanto conseguira um emprego como segurança e tinha medo que o facto de ir testemunhar lhe prejudicasse o trabalho. Escreveu uma carta dizendo que não queria testemunhar. Eu já não tinha o seu contacto e como não recebeu nenhuma informação perdeu meio dia para nada: já se tinha prescindindo do seu testemunho e já não era possível readmiti-lo. Nestes pormenores se vê como a justiça acaba por depender de preconceitos e burocracias.
Passada cerca de uma hora da chamada apareceu a mesma jovem a dizer que o julgamento tinha sido adiado e todas as testemunhas ficavam desde já notificadas para comparecer outro dia passados mais de 5 meses. Uma das testemunhas com ar muito zangado e muito agressivo começou a perguntar à menina quem lhe pagava as despesas e o tempo de vir ali pela 4ª vez para nada e a quem poderia pedir responsabilidades. As outras testemunhas colocaram-se ao seu lado e olhavam para a jovem como quem quer resposta para a mesma pergunta: quem paga os danos das testemunhas se deslocarem aos julgamentos? A jovem aterrorizada pediu para esperarem um momento e foi chamar uma advogada que com seu sorriso e sua simpatia conseguiu acalmar os ânimos: depois de o escutar explicou que o caso estava muito complicado porque passados 5 anos as pessoas já se não lembram bem do que viram e há diferentes versões … não se sabe exactamente quem bateu em quem e talvez se consiga um acordo sem ir a julgamento.
Devo fazer mais uma viagem de Itália a Portugal para dizer ao senhor juiz no palco do tribunal que conduzindo normalmente na auto-estrada apenas me recordo de ter visto um vulto atravessar à minha frente da direita para a esquerda. Já escrevi isso, posso dize-lo ao telefone … mas para o sistema judicial tradicional è preciso dize-lo nesse teatro dos tribunais onde geralmente è mais fácil a um marginal levar uma falsa testemunha a dizer mentiras do que um honesto cidadão levar outro honesto cidadão a dizer verdades. Pedi a um muito honesto mecânico, daqueles que vão à missa todos os domingos e por nada deste mundo testemunharia falso, que viu o carro e conhecia o valor, para testemunhar sobre o valor. Respondeu-me logo que lhe pedisse qualquer favor menos esse. Fez questão de me mostrar uma convocatória para testemunhar num outro caso onde já tinha perdido 3 dias e continuava a ter de voltar porque senão poderia pagar até 200 contos. Sendo mecânico por conta própria com muitas despesas e impostos cada dia que tem de fechar a oficina perde muito. Quem lhe paga os danos?
Imaginemos um drogado marginal que passa a vida a roubar com outros. Para eles não há preconceitos morais de testemunhar falso, por irem a um tribunal não perdem nenhum dia pois podem roubar pelo caminho antes e depois. Por espírito de solidariedade e pelas condições económicas, morais e psicológicas estou plenamente convencido que na situação actual è muito mais fácil a um marginal conseguir testemunhas falsas do que a um honesto cidadão conseguir honestas testemunhas.
A dita "Justiça" tradicional transforma-se assim num palco de injustiças: as leis obrigam-me a pagar seguros do carro mas quando fico sem ele num acidente em que não tive culpa tenho de andar mais de 5 anos a caminho de advogados e tribunais para eventualmente receber uma ajuda para as despesas. Eu penso que até este momento nem com 2.000 contos me pagariam os danos resultantes daquele acidente. Na melhor das hipóteses receberei menos de metade.
Imaginemos agora como numa "NOVA JUSTIÇA", como eu a idealizo, até um analfabeto, em 5 minutos, faria melhor justiça, ou ao menos menores injustiças, do que vários sábios doutores, em 5 anos, condicionados pela estúpida máquina judicial tradicional: um "polícia juiz de bom-senso", (pjb), que até poderia ser analfabeto, bastaria conhecer as leis mais usuais referentes aos acidentes ou estar munido de um telefone para perguntar a um advogado especialista disponível pelo Estado para lhes dar apoio. De gravador na mão perguntaria às testemunhas o que tinham visto. Eu dizia o que tinha visto em menos de meio minuto. Com poucos minutos gravava o essencial para a reconstrução do acidente. Vendo a posição dos carros e as marcas de tinta deixadas conferia se tinha lógica a sua reconstrução do acidente, gravava-a e dava a confirmar aos intervenientes ou testemunhas. Com os seus conhecimentos e o seu bom senso de justiça emitiria o seu julgamento imediato. Em caso de dúvida telefonaria ao advogado de apoio.
Estou convencido que até um analfabeto faria melhor justiça em 99% dos casos de pequenas injustiças que ao entrarem na estúpida máquina judiciária se transformam em grandes injustiças. E para os casos em que essa justiça imediata funcionasse mal deviam responsabilizar-se os culpados e não sacrificar inocentes como acontece com as testemunhas que se dispõem a colaborar.
Na prática começaria por seleccionar 50% dos mais honestos e inteligentes policias que passariam a acumular mais ordenado, mais regalias e maiores responsabilidades: julgarem de imediato todas as questões em que até o melhor julgamento tardio acaba por ser mais injusto do que um mau julgamento imediato. Se o julgamento è mau pode depender de falsas declarações, da incompetência do "polícia juiz de bom-senso", (pj), ou da falta de dados e dificuldade do caso. Se os autores das falsas declarações propositadas pagassem as consequências: investigações para se chegar à verdade, danos às testemunhas, custos dos tribunais, juros de mora, etc., acabariam por ser tão penalizados que tenderiam a corrigir-se o mais depressa possível. Os "polícias-juizes-de-bom-senso", (pjb), mais competentes subiriam e os outros que se mostrassem menos competentes poderiam perder privilégios.
Ao contrário da "Justiça" tradicional que em geral funciona como um árbitro que dá a vitória ao mais forte, uma "NOVA JUSTIÇA" poderia ser o melhor meio de transformar a sociedade.
JUSTIÇA NA ESCOLA E NOS TRIBUNAIS TRADICIONAIS …
Uma professora contou-me:
- "Já não suporte o ambiente escolar. Sinto-me no limite das minhas forças. Sinto-me à beira de um esgotamento nervoso. Não sei se devo ir ao médico ou pedir a reforma antecipada. Não suporto esta nova geração de jovens que humilham os professores. A mi mandaram-me à merda. A uma jovem professora um aluno recusou-se a fazer o que ela dizia e disse-lhe em plena aula a viva voz na frente dos outros alunos que faria o 69 com ela …"
  • "Mas não há castigos?" – interrompi.
  • "Há castigos para nós. Eles ficam-se a rir com os prémios em vez de castigos. Nós podemos expulsá-los das aulas que muitas vezes è o que eles querem. Podemos apresentar queixa por escrito, arranjar testemunhas … acabamos por perder tempo, ser mais humilhadas perante os alunos para lhes pedir de serem testemunhas, passamos pela vergonha perante os colegas e superiores … e depois os alunos mal comportados são "castigados" a terem mais uns dias de férias para aprenderem a comportar-se pior. No fundo somos nós mais castigadas do que eles: nós perdemos tempo e somos humilhadas, eles acabam por ser suspensos das aulas por uns dias que è o que eles querem. "
Isto fez-me pensar nas analogias com o sistema judicial onde muitas vezes as vítimas de injustiças ao recorrerem ao sistema judicial tradicional acabam por ser vítimas de outra injustiça da dita "Justiça". (Cf.: por exemplo: http://xoomer.virgilio.it/jiimm/lb1br.htm: A BICICLETA ROUBADA, AS INJUSTIÇAS DA JUSTIÇA, O TRABALHO INÚTIL E ANTI-SOCIAL DA POLÍCIA, ESTUPIDEZ E FANTOCHADAS DOS SISTEMAS POLICIAL E JUDICIAL ).
Imaginei como seria se a "NOVA JUSTIÇA" entrasse nas escolas: o professor vítima de uma humilhação deveria ter direito a uma indemnização pelos danos morais e psicológicos. O tempo perdido para obter justiça seria pago como horas extraordinárias. Os pais, como principais responsáveis pela educação dos filhos, deveriam pagar as consequências. Caso se recusassem aumentariam os castigos ao filho: prestação de serviços de limpeza no intervalo das aulas, entrada em reformatórios, (com trabalhos), aos fins de semana e nas férias, etc. Enquanto a pessoa ofendida não fosse indenizada ou perdoasse o aluno continuava em estado de castigo: obrigado à prestação de serviços e privado de alguns privilégios dos mais honestos e bem comportados.
Contaram-me astuciosas técnicas usadas por vigaristas perfeitamente identificáveis. Perguntei porque não recorriam à "Justiça". Seriam custos enormes para nada: no final os grandes vigaristas encontram sempre meios de não pagar: ou fazem vigarices em nome de uma firma que vai à falência ou têm os bens em nome de familiares ou amigos de confiança. Existem empresas especializadas nas cobranças difíceis que usam técnicas psicológicas: estudam o ambiente frequentado pelo vigarista e aparecem-lhe num momento em que ou paga ou ficará mal visto no meio que frequenta.
Mas afinal a função da dita "Justiça" não è de fazer verdadeira justiça? Não seria mais lógico e mais eficiente se o sistema judicial fizesse justiça em vez de castigar as vítimas com estúpidas e ineficientes burocracias?
Telefonei a um advogado por causa do "VIP DOS VIPS" que ainda não me pagou um serviço. Explicou-me o que já sabia: recorrendo à dita "Justiça" gasto à partida muito mais do que poderei vir a receber. A única solução será a de o persuadir a pagar. Mas eu já gastei muito mais energias, tempo e dinheiro para ser pago do que o serviço que fiz. Tentei persuadi-lo por bons modos a pagar-me e não consegui. Pensei telefonar-lhe e passar às “ameaças”: divulgar o caso online e escrever ao Presidente da República, ao Ministro da Justiça, ao Procurador Geral da República e a muitas das altas personalidades que conheci nas suas festas. Mas o advogado aconselhou-me a desistir.
A ESPERTEZA DO VIGARISTA E UMA LUZ NA ESTUPIDEZ E FANTOCHADAS DA JUSTIÇA TRADICIONAL
No programa "Forum", (Itália, canal 4, 30.12.2000), apareceu o seguinte caso: um casal foi ao notário para fazer a separação judicial dos bens: uma casa comum e todos os bens da mulher foram doados ao marido. Um mês depois a mulher pediu 30 milhões de liras a uma amiga, investiu mal, perdeu tudo e não pagou porque não tinha meios. Sendo amiga da família e sabendo que tinham meios em comum pediu ao marido. Mas legalmente, para fazer a vigarice e não pagar, o marido não era responsável pelas dívidas da esposa e ela não tinha nada. O  juiz deu naturalmente razão à senhora que pedia que o marido pagasse.
Enquanto esperava a decisão do juiz recordei o meu primeiro contacto com a "sabedoria" judiciária: numa aula de "ORGANIZAÇÃO POLÍTICA E ADMINISTRATIVA DA NAÇÃO", o professor, um advogado com muito humor, explicou vários "truques" que geralmente se usam para enganar o sistema judicial. Recordo que na altura pensei para comigo se os responsáveis pela justiça não se sentiriam fantoches de fantochadas a que chamam "Justiça" ?! Ao longo de 30 anos vi, li e senti muitos desses casos em que cumprindo leis se cometem injustiças e fantochadas. Os velhos truques continuam a funcionar e os mais espertos vigaristas vão criando outros. Na maioria desses casos até um analfabeto que não conhecesse nenhuma lei, baseando-se apenas no seu bom senso de justiça, poderia fazer melhor justiça.
Num programa de televisão, com um juiz bem escolhido pelo seu bom senso, a vigarice não funcionou e o bom senso de justiça sobrepôs-se às leis: o juiz disse mais ou menos: "aquela doação e aquele ato de separação dos bens foi feita para preparar uma fraude. Valendo-me do direito de julgar equitativamente declaro a doação inválida e ou o marido paga a dívida ou serão sequestrados os bens doados". Quase se fez justiça. Digo "quase" porque a senhora que emprestou o dinheiro à amiga para lhe fazer um favor teve de esperar 3 anos e não foi indenizada pelos juros, nem pelas despesas e pelos trabalhos de recorrer ao tribunal.
Imaginemos que este caso entrava na máquina judicial tradicional: a senhora que emprestou o dinheiro gastaria outro tanto com tribunais e advogados para depois não receber nada. Foi por estas e outras injustiças da "justiça" que apareceu a máfia. De facto muitas vezes faz melhor justiça.
Numa "NOVA JUSTIÇA" como eu a idealizo quem deve tem de pagar ou sofrer limitações à sua liberdade até pagar. Uma lei deve sobrepor-se a todas as leis: "OS MENOS HONESTOS, LADRÕES, VIGARISTAS E CRIMINOSOS DEVEM INDENIZAR AS VÍTIMAS E A SOCIEDADE PELOS DANOS CAUSADOS". A senhora que recebeu o empréstimo e depois diz que não tem dinheiro para pagar deve trabalhar horas extraordinários, fins de semana e férias até pagar o que deve, mais todas as despesas e danos causados por se recusar a pagar. Se o empréstimo foi feito numa base de amizade em que nem sequer lhe pediu juros, ao recusar-se a pagar muito provavelmente destruiu a amizade e causou danos morais e psicológicos à ex-amiga. Mesmo esses deveriam ser tidos em conta e poderia mesmo pedir indenização por esses danos.
Se esta "NOVA JUSTIÇA" entrasse em funcionamento a nível universal provocaria a maior revolução de todos os tempos: as pessoas mais honestas e boas subiriam nas estruturas da política, da economia e do jornalismo contribuindo para uma nova filosofia de vida, para uma nova cultura, para uma melhor convivência entre todos os povos. Não sei se as pessoas nascem boas ou más mas sei que se podem tornar melhores ou piores. O melhor meio de modificar os comportamentos sempre foi o premio e o castigo. Esses métodos funcionam melhor em certas culturas ou meios que certa "cultura civilizada" considera primitivos. Em certos meios rurais onde a "justiça" oficial tradicional só chega para causar danos, funcionam instintivamente os métodos de premio e castigo que criam uma cultura de melhor convivência do que noutros meios ditos civilizados. As pessoas ajudam-se mutuamente e colaboram para premiar os bons e castigar os maus. Recordo a aldeia onde fui criado: ninguém fechava as portas à chave, os utensílios agrários eram deixados nos próprios campos, ninguém roubava. Se alguém roubasse teria toda a população contra.
Nestes meios há um tal espírito de colaboração contra a criminalidade e desconfiança da "justiça" oficial que os leva a fazer justiça por suas próprias mãos e a organizar equipas de voluntários contra a criminalidade. A "justiça" oficial, vendo roubar-lhes o privilégio de fazer justiça, acaba por ser mais dura com os "justiceiros" do que com os criminosos.
Com a universalização dos meios de informação e comunicação, (Internet, novas tecnologias e televisões via satélite), devem surgir normas éticas ou morais universais que favoreçam uma melhor colaboração e convivência entre todos os povos. Por um lado devem surgir normas universais que se sobreponham às locais no que diz respeito a comportamentos com implicações universais; por outro deve existir respeito pelas culturas e suas normas morais internas sempre que não tenham consequências negativas universais ; por último deve existir bom senso de justiça imediato que se sobreponha às leis para cada caso concreto.
Para saber mais sobre Justiça:
CA= "CARTAS ABERTAS", ( geralmente dirigidas a personalidades ou instituições sem carácter pessoal mas em função do que representam).
DF= "DIÁRIO FILOSÓFICO", (pensamentos, ideias, reflecções).
DL= "DIÁRIO DE LUTA POR JUSTIÇA E POR UM MUNDO MELHOR".
DP= "DIÁRIO PESSOAL", (emoções, sentimentos e reflecções pessoais).
LB= "BÍBLIA DA NOVA JUSTIÇA".
LG= "O GRANDE ADVOGADO E A IMPOTÊNCIA DA JUSTIÇA" (livro de 80 páginas inédito).
LI = "ITÁLIA E SEUS QUERIDOS CRIMINOSOS".
LZ= "O ZÉ JUSTO NO PAÍS DAS BANANAS". (Livro de ficção inspirado em fatos reais da sociedade atual).
PAVIE= PROJETO: ASSOCIAÇÃO DE VÍTIMAS DE INJUSTIÇAS, (AVI), ESTATUTOS.
PJE= "PROJETO JUSTIÇA OU ESCÂNDALO".
PJSF= PROJETO: JUSTIÇA SEM FRONTEIRAS.
AA= ÍNDICE GERAL.

onu-w-gov.blogspot.com/2011/09/berlusconi-mario-soares-craxi.html Em cache, Ver mensagem partilhada 30/09/2011 - Imagino que Berlusconi, Craxi e Andreotti foram mais perseguidos pela justiça de 10, 100 ou ... Pires Portugal - Hackers para uma ética web global. ... Publicada por PiresPortugal Neo-Machiavelli, …
onu-w-gov.blogspot.com/2011_09_01_archive.html Em cache
neo-machiavelli.ilcannocchiale.it/ Em cache, Semelhante, Ver mensagem partilhadaTraduzir esta página, Il "presunto" b0ss, (1), di una delle più famose bande criminali degli ultimi tempi in Italia è stato arrestato e condannato meno di Berlusconi, Andreotti, poliziotti e ...Visitou esta página várias vezes. Última visita: 25-08-2014
16 - ilcannocchiale - il mondo visto dal web www.ilcannocchiale.it/app.aspx?t=obamaday...
Traduzir esta página, SOCIETA' | pubblicato da neo-machiavelli il 10/7/2008 alle 1:12 ... PiresPORTUGAL= Pires Portugal= diario e idee con . ... tag del post: libri italia berlusconi sinistra diliberto pietro antiamericanismo andreotti travaglio fassino futuro corona ...
neo-machiavelli.ilcannocchiale.it/?TAG...Em cache, Traduzir esta página
Passo a usare il nome di PiresPortugal invece di “Pires Portugal” per migliore identificazione online. ... Pires Portugal (Neo-Machiavelli , Avvocato del Diavolo , Profeta , ex-straniero ... Se può chiamare Andreotti di mafioso per contatti con mafiosi quando quasi tutti ... Parodia a Rockpolitik con gaffe e comici anti-Berlusconi.
neo-machiavelli.ilcannocchiale.it/?id_blogdoc...Em cache, Traduzir esta página, 28/06/2006 - Se può chiamare Andreotti di mafioso per contatti con mafiosi quando quasi tutti avevano contatti ... PiresPortugal, PiresPORTUGAL, Neo-Machiavelli, Neo-italiano . ... Parodia a Rockpolitik con gaffe e comici anti-Berlusconi Visitou esta página 4 vezes. Última visita: 08-07-2011
neo-machiavelli.ilcannocchiale.it/.../sono_un_deficie... Em cache
Traduzir esta página 16/03/2011 - Ma perché il passato di Andreotti di 20-30 anni fa ha priorità su 95% dei processi ... Giorgio Napolitano, Angelino Alfano, Berlusconi, Prodi, Ferdinando .... "Sono un deficiente", "Neo-Machiavelli"Pires Portugal, piresportugal, ...
gendusosindaco.wordpress.com/.../beppe-grillo-inso...Em cache,Ver mensagem partilhada
Traduzir esta página, 06/11/2008 - I Berlusconi, i Napolitano, i Gelli, gli Andreotti... PiresPortugal, (Neo-italiano, Neo-Machiavelli) Says: ... Amico Pires Portugal, hai un coraggio da leone.
Mais em italiano: permalink, giornalismo beppe grillo berlusconi informazione populismo intelligenza neo-intelligenza bms online mop lis pso lon b4g al capone gib ngf liis silvio berluconi vg5% liiis liiiis gai baf fab b5s m50 m30 m20 m10 b2o m60 mlt msb s52 baf=berlusconi-and-friends opinione pubblica all'italiana populismo online informazione all'italiana professionisti della pubblicità lto
P.S Ao ler este artigo no dia 2014-09-05 encontro links e janelas a abrir-se automaticamente sem eu as chamar que me parecem um crime, (1). Lutar contra os criminosos online não será uma missão mais justa das lutas de Ernesto Che Guevara? Internet e novas tecnologias não precisam de uma revolução com a MOL=Morte-On-Line dos criminosos legais ou ilegais mas injustos e imorais?
(1)
Aparecem as palavras Portual e Boss com links que eu não coloquei e portam a um site pornográfico e a sites que não me interessam nem têm nenhuma relação com o meu artigo: http://www.leckerficken.de/?mlp=15&sd=start&domain=56&landing=cb008&idgirl=none&ly=none&pid=5923-6PDG&camp=DE_WantsTraffic_PopUnder_RON&bid=TP18_LP_cb008_ML15_html&crotag=Banner_CPM_Adult&site=apix12-popunder-onu-w-gov.blogspot.de&mpt=[CACHEBUSTER]
e a http://3dkzz.exclusiverewards.governorfaucet.biz/?sov=62706301&hid=bfdfdfdbldtrdb&noaudio=1&nodl=nodl&redid=912&id=XNSX.005395787011382949137%3A%3A{s2}%3A%3A{s3}%3A%3A{s4}%3A%3A{s5}-r912: Sehr geehrter Kunde,
Sie wurden in der Region ausgewählt, um an unserer jährlichen Kundenbefragung teilzunehmen.
Wir haben eine kurze Umfrage vorbereitet, um Ihre Erfahrungen zu bewerten!
http://congratulations-you-won.claimprizenow.com/de/770/?target=www.blogger.com : Sehr geehrter Blogger.com-Besucher, herzlichen Glückwunsch! Sie wurden ausgewählt, an einer anonymen Umfrage von Blogger.com teilzunehmen. Danach erhalten Sie ein exklusives Geschenk für Ihre Teilnahme.”