2007-12-20

Pena de morte: vitória ou vergonha de Italia? Inteligência americana e justiça, ética ou hipocrisia da civilidade mafiosa italiana? Salvar 1 assassino ou 1.000 inocentes?
É evidente que muitas vezes custa mais salvar e manter em segurança um único assassino ou terrorista perigoso do que salvar 1.000 crianças inocentes de morrerem de fome. É evidente que custaria menos salvar 6 milhões de crianças de morrer de fome do salvar e manter em segurança 6 mil perigosos assassinos, terroristas ou mafiosos incorrigíveis. Mas para muitos italianos a moratória contra a pena de morte foi a maior vitória do governo Prodi e de Italia. Para mi é a vergonha de uma civilidade mafiosa que dá prioridade a salvar um assassino em vez de dar prioridade a salvar 1.000 inocentes.
Na Itália, onde a mafia domina mais na política e cultura, o governo está em primeira linha contra a pena de morte. Assim a mafia pode matar a baixo custo, uma média de €3.000 por assassino. Se, na pior das hipóteses, for preso e condenado, tem a probabilidade passar em média 7 anos na prisão mais civil do mundo, com boa alimentação, TV a pagamento e custos de saúde 2,5 vezes mais da média dos contribuintes.
Na civilidade mais mafiosa lutar contra a pena de morte parece ser a prioridade a exportar e impor à ONU. E se com a morte de um assassino se salvassem 1000 inocentes não era mais civil, justo e ético?
Uma prisão de grande segurança custa nos USA quase um milhão de dólares por cada preso. O Dr. Joseph Lam, (www.pbtm.it em italiano), diz que com €50 se pode abrir um poço na Etiópia que pode salvar da sede e fome muitas crianças e respectivas famílias. Se estes dados não estão muito errados, só com o investimento na prisão para mais um perigoso criminal quantos milhares de crianças se podiam salvar?
No UK um preso custa cerca de €50.000 por ano e em Itália €200 por dia, ou seja €73.000 por ano. O Dr. Joseph Lam diz que com €1,5 podemos alimentar uma criança por uma semana na Etiópia onde em 2000 morreram mais de 100.000 pessoas de fome e 80% da população sobrevive com menos de €1,5 por dia. Se estes dados não estão muito errados só com o custa a manter na prisão um assassino perigoso podiam salvar-se de morrer de fome 500 a 1.000 crianças inocentes.
Se estes dados não estão muito errados é evidente que com o que custa criar um novo posto numa prisões e manter dentro um perigoso terrorista ou assassino se podiam salvar milhares de inocentes.
Em Itália é popular lutar contra a pena de morte pelo marxismo cultural mafioso e anti-americanismo comunista criou tabús da civilidade mafiosa: mais civil com um assassino do que com 1.000 inocentes.
Marx enganou-se em muita coisa mas acertou que os modos de produção condicionam a política e cultura. A mafia é a maior empresa italiana com um facturado anual que um estudo calculou em 90 biliões de euros mas outros calculam no dobro e outros mesmo em 160 biliões de euros por ano. A mafia condiciona esta cultura e civilidade mafiosa da prioridade contra a pena de morte para poder matar a baixo custo, (€3.000 em media por um assassino), e deter em exclusiva o melhor poder de condicionar a economia.
Em Itália causou mais escândalo um único condenado à morte nos USA do que 6 milhões de mortos de fome. Porque razão certa sociedade muito civil se escandaliza mais por um assassino condenado à morte nos USA do que por milhões de crianças inocentes que morrem de fome todos os anos? Quantos milhares ou milhões se podiam salvar se os custos e empenho para salvar assassinos fosse orientado para salvar inocentes?
Eu não concordo com a pena de morte como é executada em nenhum país. Mas concordaria com a pena de morte condicional: terroristas e assassinos de inocentes ou trabalhavam o resto da vida e colaboravam para indemnizar as suas vítimas e a sociedade ou seriam deixados morrer e os seus órgãos vendidos em leilão público para salvar outras vidas e indemnizar as vítimas e a sociedade. Assim, com a morte de um assassino podia salvar-se milhares de inocentes e milhões podiam viver melhor porque não pagariam para os sustentar nas prisões e a criminalidade seria muito reduzida.
Imagino que se todos os que se ocuparam contra a pena de morte se ocupassem de promover melhor, (não mais), aplicação da tortura e pena de morte, por um perigoso assassino, mafioso ou terrorista torturado se evitavam torturas piores de milhares de inocentes e por um morto se evitava a morte de milhares de inocentes.
Bastava o facto de existir a pena de morte e condenar um com grande espectáculo para fazer a melhor revolução moral, judicial e cultural da história Ocidental. Mas isso escandalizava mais a “civilidade terrorista mafiosa ocidental” de milhares de vítimas do terrorismo.
Um terrorista, um único de tantos dos quais não há a mínima dúvida de ser responsável da morte de muitos inocentes, seria condenado à morte condicional: se não colaborasse com a justiça e dissesse toda a verdade incluso contra cúmplices e familiares seria condenado à morte. Mas essa morte passaria por sondagens de opinião e por uma confirmação de uma autoridade política do ministro da justiça, presidente ou comissão política e judicial. Tudo isto contribuía para a moralização social. Os terroristas passaria a saber que não eram os únicos que podiam matar. Os órgãos seriam leiloados para salvar inocentes e indemnizar as vítimas do terrorismo. A tortura não seria bárbara mas isolamento, interrogatórios e falta de alimento. A morte seria indolor em anestesia para aproveitar o máximo dos órgãos para salvar inocentes. Com o dinheiro do leilão dos órgãos e de serviços televisivos indemnizavam-se vítimas e promovia-se uma melhor justiça, mais e melhores juizes, mais bem pagos, serviços de voluntariado de apoio às vítimas e prevenção do terrorismo e da criminalidade.
Se os políticos italianos que se ocuparam contra a pena de morte se ocupassem de melhores políticas de adopções podiam ser adoptadas milhões de crianças que morrem de fome.
Se a informação que se ocupou de defender a pena de morte fosse orientada contra a criminalidade, pela prevenção, por uma cultura de mais civilidade com as vítimas inocentes do que com criminosos biliões de pessoas podiam viver melhor e com menos criminalidade.
Parece-me que a ONU não era muito favorável à moratória contra a pena de morte mas a mobilitação italiana mobilizou primeiro Europa e depois a ONU.
Não por uma maior aplicação da pena de morte, mas muito menos pela sua exclusão quando com os custos de um assassino se podem salvara mais de 1.000 inocentes.
Se há milhões de crianças que morrem de fome não seria prioritário para a ONU promover e facilitar a sua adopção?
O pior desta catástrofe humanitária está na facilidade com que se podiam salvar fazendo mais felizes avôs, pais e irmãos. Penso que bastariam outras prioridades e valores da ONU, Papa, Vaticano, Igrejas de todas as religiões, fundações, associações e voluntários...
A prioridade da ONU, em minha opinião, seria promover uma melhor justiça internacional para evitar a condenação à morte de pobres inocentes, por motivos ideológicos ou religiosos.
Somas astronómicas dos impostos dos contribuintes servem para financiar guerras, mafias, corrupção política, maus governos ... Uma melhor justiça seria para mi prioritário da ONU e não deixar-se condicionar do populismo mafioso italiano.
Mas a maioria dos pacifistas do Occidente está ao serviço dos piores ditadores, terroristas, guerreiros e guerrilheiros. As guerras são horríveis mas muitas vezes são piores as consequências de certos pacifismos parciais ao serviço de ditadores, terroristas e corrupção política.
Penso que a melhor forma de pacificar o mundo será um forte poder à ONU, com menos corrupção para se tornar mais eficiente e autoridade moral internacional, união dos mais civis contra todas as formas de violência e tribunais internacionais para resolver os conflictos, com menos tolerância da criminalidade e terrorismo.
Em Guatemala, e possivelmente em muitas partes do mundo, há mafias que roubam crianças aos pais para as venderem por caro preço a quem as quer adoptar e não pode legalmente ou é mais difícil legalmente do que pagando às mafias.
Estas leis que impedem adopções não serão muitas vezes mais criminosas do que os crimes que pretendem evittar?
Se há milhões de crianças que morrem de fome não seria prioritário para a ONU promover e facilitar a sua adopção?
Só em Itália em 2006 mais de 10.000 casais queriam adoptar crianças e não conseguiram. Imagino que se não fosse tão difícil e com uma certa promoção só em Itália podia ser adoptadas centenas de milhares de crianças que fariam mais felizes pais, avôs e irmãos. Em Itália há 42 milhões de animais domésticos. Nem todos os animais domésticos podem ser substituídos pela adopção de filhos mas estou convencidos que muitas têm um animal doméstico porque é difícil adoptar uma criança. Uma família gastou €20.000 e ao fim de 5 anos deram-lhe uma criança deficiente. Se queria esperar a possibilidade de uma saudável deveria esperar outros 5 anos e pagar outros €20.000. Parece-me uma vergonha: com 6 milhões de crianças a morrer de fome não poderiam dar-lhe ao menos uma saudável? Porquê tantos anos e tantas dificuldades? As organizações de voluntariado, fundações, ONU, governos, autoridades políticas, religiosas e judiciais não podem promover adopções fáceis, imediatas e gratuitas? Não podem estabelecer acordos com governos e colaboração com os voluntários e autoridades locais?
O mais estranho é a movimentação da opinião pública italiana para salvar assassinos nos USA, muito mais do que para salvar voluntários humanitários ocidentais no Afeganistão ou milhões de perseguidos pela fé e política em regimes comunistas e islâmicos.
Para mi é evidente que com a pena de morte melhor aplicada, pela morte de um assassino se salvavam milhares de inocentes e milhões podiam viver melhor.
O facto da civilidade mais mafiosa estar em primeira linha explica-se pelo pior maquiavelismo: a vida dos mafiosos e assassinos conta milhares de vezes mais da vida dos inocentes.
Durante várias semanas foi dos assuntos mais populares em Itália um ridículo velho político a aparecer continuamente em TV com a sua greve de fome para defender Saddam da pena de morte e para que Itália desse prioridade à abolição da pena de morte na ONU.
Não tenho a mínima dúvida que com os custos políticos, económicos e de informação em Itália contra a pena de morte nos USA se podiam salvar 6 milhões de crianças inocentes e fazer mais felizes 10 milhões. Bastaria que o que fez em Itália contra a pena de morte nos USA se fizesse para melhores políticas de adopções e a sensibilidade com os assassinos fosse orientada para os 6 milhões de crianças que morrem de fome quando existem milhões de pessoas que seriam mais felizes se os pudessem adoptar sem as estúpidas burocracias e dificuldades.
Penso que bastariam outras prioridades e valores da ONU, Papa, Vaticano, Igrejas de todas as religiões, fundações, associações e voluntários:
a) Se a ONU desse prioridade a facilitar adopções, imediatas, gratuitas e fáceis.
b) Se o Papa, Vaticano e certas religiões dessem prioridade a promover adopções mesmo fora do casamento religioso tradicional.
c) Se os políticos de todo o mundo colaborassem com a ONU, religiosos e voluntariado para facilitar adopções.
d) Se dessem prioridade a salvar muitas crianças com o que custa manter em semi-vida artificial muitos doentes que preferem morrer a sofrer.
e) Se dessem prioridade a salvar muitas crianças com o que se gasta para salvar ou manter em segurança terroristas, assassinos e criminosos que não se querem converter e querem continuar na criminalidade.
Quanto mais a justiça reprime a violência injustificada menores são os danos para a sociedade. Quanto maior é a “civilidade mafiosa” ou anarquista de certas democracias piores são os danos.
A civilidade democrática mais mafiosa é a italiana: os mafiosos passam em média 3 anos na prisão e da prisão podem continuar a gestir os seus negócios, mandar matar as testemunhas que contribuiram à prisão, mandar assassinar quem não cumpre as sua ordens. O jornalista Walter Tobagi foi assassinado por escrever contra a mafia e terrorismo. O assassino do passou na prisão pouco mais de 2 anos. Jornalistas e escritores que escrevem mais abertamente contra a mafia devem viver com as famílias sempre protegidas pela polícia. Juizes que julgam casos de mafia, ou são amigos dos mafiosos e passam com eles férias e fazem carreira ou não são livres de frequntar uma praia frente a casa. O juiz mais favorável à mafia, Corrado Carnevale foi o que fez melhor carreira política. Só num dos seus processos a Torimo foram assassinadas 8 testemunhas, algumas nas vésperas de testemunharem. Assim se compreende que os maiores mafiosos sejam quase sempre absolvidos porque as testemunhas sabem que é quase morte certa se testemunham.
Um polícia que matou um ladrão que lhe queria roubar o carro foi condenado a 14 anos de prisão. Mas muitos assassinos de polícias entram em liberdade dopo poucos meses ou anos. Assassino confessos de dezenas de inocentes passam 3 anos na prisão. Não fazem escândalo porque nenhum jornalista está disposto meter em perigo a própria vida e dos familiares com a citação de um mafioso que entra em liberdade.
Os ladrões são quase sempre condenados com a pena suspensa e não pagam nada ou multas de 10% do que roubaram. Uma cigana ladra foi presa 122 vezes sem passar un dia na prisão.
Esta “civilidade” com criminosos cria uma sensação de insegurança e origina revolta dos cidadãos, incêndio dos campos dos ciganos, protestos e manifestações mas mais contra os pobres do que contra os grandes mafiosos. Esta civilidade pode originar formas extremas de resolver os problemas como aconteceu ao longo da História com o anarquismo que criou o clima de aceitação das ditaduras, como mal menor da insegurança.
No G8 de 2001 os manifestantes causaram 50 milhões de danos da destruição de Génova. Foi o maior desastre de todos os G8 anteriores e posteriores porque Italia estava no máximo da civilidade mafiosa: muito civil com mafiosos, terroristas e criminosos, menos com as suas vítimas.
Os nobres dos no-global ideais foram ofuscados pela violência. Indymedia atingiu o máximo de popularidade entre no-global, esquerdas e anarquistas. No G8 da Rússia quase não deu para falar da violência: os manifestantes não chegaram a 200, um preso pagou uma multa e entrou em liberdade sem mortos e feridos como aconteceu a Génova.
Andreotti disse que se tivesse nascido na miséria da Palestina talvez se tornasse um terrorista. È verdade que a fome e miséria aumentam a agressividade. Mas há quem diga que a maioria dos homens-bombas que explodem entre civis ou terroristas que atacam o “Ocidente” nem sempre são dos mais pobres. Quando Saddam dava 25.000 US$ ás famílias dos terroristas era frequente sentirem-se os familiares tornados milionários a manifestarem o orgulho pela morte do seu herói. Imprimiam “santinhos” com a foto dos que tinham matado mais e coleccionavam-nos na escola com as lições de que morrendo a explodir entre infiéis entravam num paraíso de 75 virgens.
Mafia e terrorismo matam quem escreve contra. Assim criam a cultura e civilidade mafiosa contra a pena de morte. Itália é o país mais mafioso e terrorista da Europa ou mesmo do mundo e em primeira linha mundial contra a pena de morte. Máxima liberdade para terroristas e mafiosos, mínima para escritores e jornalistas.
Concordo com a maioria dos movimentos contra a pena de morte numa das suas razões: não condenar quando não se tem a certeza. Concordo quando se opõem à pena de morte sem oferecer a possibilidade de conversão. Mas não concordo com a exclusão da pena de morte quando se deu a possibilidade de conversão e manter um assassino irrecuperável custa tanto como salvar mais de 1.000 inocentes.
O meu apelo à ONU não vai no sentido de mais aplicação da pena de morte, muito menos na sua exclusão quando com os custos de um assassino se podem salvara mais de 1.000 inocentes mas de contribuir para uma melhor aplicação quando se verificam 3 condições:
1. Quando se deu a possibilidade de conversão e de trabalho social para indemnizar as vítimas e a sociedade mas se recusam a colaborar.
2. Quando é certeza de ter matado um inocente sem justo motivo.
3. Quando com os custos de manter em vida um assassino irrecuperável se podem salvar muitos inocentes.
Por outras palavras, a todos os assassinos suspeitos, em vez de se dizer que tem o direito de não falar devia dizer-se que ou diz a verdade e colabora ou será condenado à morte. Com este método a maioria dos assassinos colaboraria, diria a verdade, denunciava cúmplices, acabariam a maioria das mafias que são responsáveis da pobreza de muitos com a riqueza astronómica de poucos.
Para mi é evidente que com melhor aplicação da pena de morte por um assassino morto podiam salvar-se centenas ou milhares de inocentes e milhões de honestos cidadãos podiam viver melhor.
Se concordam divulguem. Se não concordem critiquem apresentem razões ou opiniões.
Mais neste blog: ONU-W-Gov: http://onu-w-gov.blogspot.com/search?q=pena+de+morte
Mais no blog USA-ONU: USA-ONU, http://usa-onu.blogspot.com/search?q=pena+de+morte
Mais em italiano:
V-Prodi: vittoria o vergogna? Pena di morte o morti di fame? Priorità a salvare assassini o innocenti? permalink , s6m, morte, fame, V-Prodi, vittoria, vergogna, pena di morte, priorità, salvare, assassini, innocenti.

2007-12-18

Pdm-s6m=Pena de morte, salvar 6 milhões de crianças e civilidade mafiosa italiana ou ocidental
Hoje, 2007-12-18, estou a viver em Itália um momento histórico mas com emoções muito diferentes: para a maioria dos italianos é um orgulho de Itália estar em primeira linha na ONU contra a pena de morte. Para mi é a vergonha da civilidade mais mafiosa ocidental, a vergonha do marxismo cultural mafioso, a vergonha da civilidade mafiosa ocidemntal. Por civilidade mafiosa entendo a prioridade em salvar mafiosos, criminosos e terroristas com custos que podiam salvar muitos mais inocentes.
Como mostrei em vários dos meus escritos sobre este assunto, podimam salvar-se milhares, talvez mesmo milhões de inocentes se os custos e a sensiblidade italiana com uma única terrorista fossem orientados para salvar inocentes. É evidente que há muitos casos em que com menos custos de salvar e manter inofensivo para a sociedade um único perigoso criminoso se podiam salvar 10, 100, e mesmo mais de 1.000 inocentes.
Para mi é evidente que esta civiledade mafiosa se explica pelo marxismo cultural mafioso: a economia italiana é profundamente condicionada pelo poder mafioso, económico e com a única possibilidade de aplicar o poder da morte: os assassinos em Itália passam em media 7 anos na prisão e um assassino de mafia custa em média €3.000. A mafia tem um facturado superior a várias das maiores impresas italianas, segundo um estudo de 90 biliões de euros por ano, mas segundo outros do dobro ou mesmo de 160 biliões.
Muitos que escreveram contra a MAFIA foram mortos, outros vivem com protecção policial constante, outros pagaram somas astronómicas por ofensas ao bom nome dos mafiosos. Testemunhas contra a mafia são assassinadas e mesmo muitos familiares dos juizes ou arrependidos , (pentiti), que resolvem colaborar com a justiça.
Isto contribui para criar a civilidade mafiosa muito mais civil com mafiosos do que com inocentes.
Lutar contra a pena de morte parece ser um sinal de civilidade. E se com a morte de um assassino se salvassem 1000 inocentes não era mais civil, justo e ético?
Enquanto meio mundo morre de fome outro faz fortuna com “missionários” contra a pena de morte.
Oliviero Toscani há usado as fotos de condenados à morte nas prisões dos USA para campanhas publicitárias e agora faz publicidade para limpar a imagem do Sul mafioso de Italia. Uma campanha de 5 milhões de euros da Europa, dos nossos impostos, para dizer que o Sul de Itália não é mafioso. A Europa não faria melhor de dar esse dinheiro para uma melhor justiça que fizesse pagar os danos a quem os causa? Um político disse que por cada €6 de investimento do Estado no Sul de Itália só resultou um de benefício. Uma vigarice de 6,milhões de euros de dinheiro da Europa para Itália foi resolvida com o pagamento de menos de 10%. Roubam o dinheiro dos nossos impostos e quando são apanhados nem pagam 10% do que roubaram.
Com uma melhor política e justiça ao menos tão sensível aos inocentes como aos criminosos podia sequestrar-se grande parte das fortunas da criminalidade para ser orientada para melhor economia de salvar milhões inocentes mesmo que morressem alguns milhares de criminosos.

>>>Mais:
Pena de morte e mortos de fome, prioridade de Itália na ONU: ética, justiça ou hipocrisia da civilidade mafiosa?
Pena de morte, civilidade, justiça e ética global Lutar contra a ...
Pena de morte, civilidade, justiça e ética global Lutar contra a ...
ONU, Saddam, pena de morte, e civilidade mafiosa italiana ...
Saddam, pena de morte, civilidade americana, mafiosa, de Indymedia ...
Fome, capitalismo, comunismo, anarquia, guerra e informação ...
Neo-forum-ONU-VATICANO-GATES-GLOCAL-MULTINACIONAIS-USA-ISRAEL
Turismo no espaço e fome na terra, intelligência de Bill Gates e ...
Bill Gates, Bill Clinton, Che Guevara, AIDS, mortos de fome e Neo ...
USA, prolongar uma meia-vida ou salvar milhões de ...
Paz: dos pacifistas de Che Guevara à Neo-ONU, da luta à ...
Bill Gates2008 e o PROFETA DO LIMPA O CU AO GUARDANAPO ...
PPPP=filosofia do passado presente e futuro, ensaio para nova ...
Neo-capitalismo, Neo-comunismo, Neo-anarquia, Neo-ONU ...
LIVROS EM PREPARAÇÃO, procuro colaboradores e editor...
Bill Gates fan club: voluntários de acção social, beneficência ...Neo-capitalismo, Neo-comunismo, Neo-anarquia, Neo-ONU ....
Pena de morte, anti-americanismo à italiana e civilidade mais mafiosa...
Spam e Neo-ONU: como a ONU podia ganhar para funcionar melhor, contribuir para um mundo melhor e alimentar os mortos de fome Bush, Berlusconi, Saddam, Bill Gates, paz, ética, inteligência e estupidez na política, jornalismo, arte, elites, opinião pública, capitalismo, comunismo, anarquismo, ... e conversão de um pacifista radical
Turismo no espaço e fome na terra, intelligência de Bill Gates e ...Spam e Neo-ONU: como a ONU podia ganhar para funcionar melhor, contribuir para um mundo melhor e alimentar os mortos de fome
USA, prolongar uma meia-vida ou salvar milhões de ...Bill Gates2008 e o PROFETA DO LIMPA O CU AO GUARDANAPO ...ONUpol, web-governo mundial, justiça sem fronteiras, … criminalidade e terrorismo
Criatividade e inteligência colectiva, fome
Neo-Estado, Neo-politica, Neo-justiça e Neo-ONU
LIVROS EM PREPARAÇÃO, procuro colaboradores e editor
Boas Festas de Natal e feliz Ano Novo com ideias para um mundo melhor, crise de consciência e testamento moral
Em italiano: Per saperne ancora di più, CERCA in questi blogs http://neo-machiavelli.ilcannocchiale.it/ e http://berlusconi-prodi.ilcannocchiale.it/ : s6m, morte, fame, ptv, ptvmb, Neo-ONU.
Civiltà mafiosa: cari criminali, carissimi terroristi"
Pena di morte, morti di fame e orgoglio o vergogna del marxismo culturale della civiltà mafiosa?
Oggi, 2007-12-18, con www.google.it, sono 2.050.000 per “pena di morte, Italia” e 837.000 per “morti di fame, Italia”, 1.250.000 per “pena di morte” e 317.000 per “morti di fame”.
Secondo me, Italia in prima linea contro la pena di morte è la vergogna del marxismo culturale della civiltà mafiosa della vecchia Italia: L’economia mafiosa condiziona la cultura mafiosa de dare priorità a salvare un assassino con costi che potevano salvare più di 1.000 bambini che muoiano di fame. Costava meno salvare 6.000.000 de bambini di morire di fame che salvare 6.000 pericolosi mafiosi, assassini o terroristi. Solo una civiltà mafiosa può dare priorità a salvare mafiosi. permalink http://neo-machiavelli.ilcannocchiale.it/post/1719609.html .
S6m=Salvare 6 milioni di bambini: lettera aperta all’ONU, Papa, Vaticano, Chiese di tutti religioni, politici di tutto il mondo, volontariato e persone per bene.
Pena di morte, torture, Dalai Lama, antiamericanismo e PopulismoComunista cinese
“La Cina occupa il Tibet dal 1950, la popolazione tibetana sta subendo un vero e proprio genocidio, non esistono diritti civili, chi viene trovato con la foto del Dalai Lama è condannato a morte, …
È la prima volta che sento questo in Italia. Non sarà vero? Se è vero perché ha fato mille volte più notizia un “torturato” per 3 giorni con la paura di finte scorze dei fili elettrici? Impressione mia o in Italia quasi solo si parla di pena di morte quando assassini e mafiosi sono condannati in USA? permalink : http://neo-machiavelli.ilcannocchiale.it/post/1713392.html .
Pena di morte, morti di fame, scandalo o scandalo dello scandalo?
Grande scandalo in Italia per 9 condannati alla pena di morte nel Giappone e perché 80% sono favorevole alla pena di morte, (2007-12-08, Tg3, 14.40). Per me è uno scandalo la priorità a salvare un assassino con costi che potevano salvare più di 1.000 innocenti. permalink : http://neo-machiavelli.ilcannocchiale.it/post/1709288.html .
Unione Europea, pena di morte, morti di fame, orgoglio o vergogna di civiltà mafiosa?
L'Unione Europea ha trovato oggi l'accordo oggi per celebrare una giornata europea contro la pena di morte, Ue: accordo su giornata contro pena di morte, Polonia toglie veto
Se l’UE avesse lo stesso impegno per salvare bambini innocenti che muoiano di fame non era più civile, etica e giusta? Con un euro il giorno se può salvare un bambino che muore di fame. Uno in galera costa una media de €200 il giorno. La maggiore parte dei criminali costa alla società più de salvare 200 innocenti mentre sono in galera e molti di più quando sono fora. Perché più interesse per salvare assassini che innocenti? Orgoglio o vergogna di civiltà mafiosa? permalink : http://neo-machiavelli.ilcannocchiale.it/post/1708743.html .
Amnesty, pena di morte e morti di fame: vittoria o vergogna?
Quasi 6 volte più interesse a salvare delinquenti, assassini, terroristi che innocenti? E se con meno costi di salvare un assassino se potevano salvare più de 1.000 innocenti? E se con meno costi di salvare 6.000 criminali se potessero salvare 6.000.000 de innocenti? Vittoria o vergogna di dare priorità a salvare assassini che innocenti? permalink : http://neo-machiavelli.ilcannocchiale.it/post/1707399.html
Papa, Onu, dignità dell'uomo, PENA DI MORTE e morti di fame
Duro attacco del Papa all'Onu "Dimentica la dignità dell'uomo" ...
Anche il Papa, come i politici, (Berlusconi, Prodi, D'Alema, Bonino, Pannella, civiltà, intelligenza, populismo, pena di morti e morti di fame ), ha priorità a salvare terrorista o assassino che innocenti? Più etico o più populista? permalink .
Pena di morte, intelligenza, populismo, giustizia, stupidità o orgoglio della civiltà mafiosa? Prodi ha menzionato la priorità internazionale della moratoria contro la pena di morte con orgoglio de Italia essere capo fila de civiltà. Sinistra ha applaudito e destra che anche FI se è impegnato. Per me solo una civiltà mafiosa che da priorità a salvare un assassino che 1.000 innocenti può dare priorità alla moratoria contro la pena di morte all’ONU.Ma io sono straniero. Come salvare milione d’innocente con migliore pena di morte, torture e lavori forzati de un dittatore, assassino, mafioso o terrorista

2007-12-14

Publicidade, tempo, custo social, ética, justiça, Google, motores de busca, pay per clik, spam, ONU, Neo-ONU, e justiça sem fronteiras, (JSF).
Quase toda a publicidade tem um custo social: o tempo que faz perder a quem não está interessado. Quase toda a publicidade tem benefícios sociais: informar o cliente dos bens e serviços ao seu dispor que podem ser úteis para quem compra, quem vende, economia geral, impostos, serviços pagos pela publicidade, etc.
A publicidade foi o principal motor de desenvolvimento da TV e Internet.
Mas existem formas mais éticas, justas, socialmente úteis ... e outras menos. O principal meio de medida é o tempo: se rouba muito tempo a muitos e produz danos astronómicos a biliões para a fortuna de só um é o máximo da falta de ética e justiça. Se produz benefícios para muitos com poucos danos para poucos, ou sem danos é o máximo de ética, justiça e utilidade social.
O melhor parece-me Google: ao lado da informação procurada aparece bem identificada a publicidade. Esta publicidade tem a máxima possibilidade de ser útil para clientes e produtores de bens ou serviços que pagam um serviço para todos. É o máximo de ética, justiça e utilidade social. Sobretudo o sistema “pay per clik” parece-me proporcionar um justo financiamento a um serviço com muitos benefícios para muitos e poucos danos para poucos.
Se os motores de busca fazem aparecer em primeiro lugar publicidade não separada da informação tornam-se menos éticos, justos e de menor utilidade social.
A pior publicidade é o spam e outros crimes dos ladrões do tempo, sobretudo das vigarices com danos astronómicos sem produzirem benefícios sociais. Para estes espero uma que a ONU ou Neo-ONU invente uma justiça sem fronteiras que sequestre todos os bens dos criminosos e os obrigue a trabalhar para indemnizarem a sociedade pelo tempo roubado.
Cada dia são enviados 61.000.000.000 de e-mails e 90% são de spam, (“La Stampa” 2007-12-13). Pode imaginar-se o dano astronómico que causam. Pode calcular-se o que a ONU podia receber se aplicasse uma multa de um euro a 10% do pior spam, daquele que as pessoas denunciassem por se sentirem mais disturbadas. A ONU podia auto-financiar-se e produzir um benefício social enorme.

Mais, tags: spam, tempo, ética, publicidade, ONU

2007-12-13

Pena de morte, mortos de fome, matemática, ética, opiniões, cidade flutuante e justiça do futuro
Enquanto os americanos gastam quase um milhão de dólares para uma cela de um criminoso e não sei quantos milhares para o manterem em segurança, morrem milhões de inocentes que se poderiam salvar com um dólar por dia. aquele dinheiro. A opinião pública italiana parece que entrou em histeria por um assassino condenado à morte nos USA ou pela “tortura” de uma americana que humilhou, (sem sangue nem ossos partidos nem sofrimentos físicos), um prisioneiro iraquiano mas permanece indiferente aos milhares de mortos e torturados das sua mafias e criminalidade, aos milhões de mortos por motivos religiosos ou ideias políticas.
Esta civilidade parece-me hipócrita e injusta. Um preso custa em Itália aos mais honestos contribuintes €200 por dia, o suficiente para que 200 inocentes não morressem de fome cada dia. A maioria destes presos ao sair das prisões causa mais danos sociais até voltar a entrar. Alguns são presos centenas de vezes e cada vez que saem aumentam o nível de criminalidade. Uma velha, estúpida e fantoche justiça tradicional condena inocentes a dezenas de anos de prisões e deixa os grandes criminosos em liberdade. Só depois de um inocente passar 5 anos na prisão se dão conta que se enganaram só porque tinha um carro da mesma marca e da mesma cor do mafioso que procuravam. Com o dinheiro dos mais honestos contribuintes dão-lhe 4 milhões de euros pelos danos causados e ele considera pouco. Muitos outros são presos injustamente e não recebem nada. Por outro lado parece que toda a gente, (menos a polícia e justiça), sabe quem comanda nos bairros proibidos de Nápoles, Bari e Palermo.
A revolução desta justiça é o primeiro passo mais urgente para um mundo melhor. Os comportamentos educam-se com a persuasão, o prémio e o castigo. Uma justiça que tirasse todos os bens aos criminosos e os desse em prémio aos que contribuem para um mundo melhor, aos que colaboram para uma melhor justiça faria a maior revolução moral, social e política de todos os tempos. Uma justiça que obrigasse os parasitas criminosos a trabalharem para indemnizarem as vítimas em vez de os meterem nessas celas com custos de milhões por cada criminoso faria certamente uma melhor justiça e contribuiria para um mundo melhor. Mas a estupidez do velho sistema policial e judicial obriga-me a perder meio dia se quero denunciar um criminoso, e depois escrevem-me uma carta com vários artigos para me dizerem que o sistema policial e judicial é tão estúpido que em vez de aproveitar a colaboração dos bons os castiga com exigências de perdas de tempo e exposição à vingança dos criminosos.
Aconteceu-me em Portugal: quis denunciar crimes que não me tocavam pessoalmente mas tinha visto o sofrimento de colegas por crimes idênticos. Dirigi-me a uma estação de polícia mas mandaram para outra. Depois de dizer a minha intenção de denunciar um crime que conhecia pareceu-me encontrar pouca simpatia: tive de esperar muito, custou para poder expor o crime que conhecia e depois quase me trataram por estúpido por querer fazer bem para a sociedade e livrá-la de certos crimes que me pareciam repugnantes como me parece repugnante a indiferença da polícia e justiça.
Aconteceu-me em Itália que mandando um e-mail a denunciar um crime me responderam que me devia apresentar pessoalmente em ... com a denúncia em determinado tipo de papel e com determinados termos que só os advogados conhecem ... Não sentem vergonha de tanta estupidez?
Um “grande advogado” rouba-me o fruto de anos de trabalho com vigarices e ameaças mafiosas, condenado em Itália à prisão pode viver em Portugal tranquilamente com o meu dinheiro e como é inteligente e a justiça ... se quiser procurar justiça em Portugal gasto mais para nada. Revolucionar esta justiça, contribuir para que os futuros profissionais da justiça não se se sintam fantoches de fantochadas ...
A velha justiça tradicional deve sentir vergonha dos seus métodos antiquados da Idade Média, das suas leis ultrapassadas utilizadas pelos grandes advogados ao serviço da criminalidade e esquecidas quando deviam defender os pobres inocentes que não se podem permitir grandes advogados. Para isso é importante que os melhores juizes ganhem e tenham regalias muito superiores aos grandes advogados. Devem ter mais poder mas mais responsabilidade. Na medida em que os melhores juizes puderem ser premiados serão atraídos para a profissão de juizes os mais inteligentes, honestos e criativos. Precisamente o contrário do que acontece com a velha justiça tradicional mais dependente dos grandes advogados ao serviço dos maiores criminosos, precisamente os que melhor podem pagar as fortunas que os melhores advogados pedem. Com juizes inteligentes e criativos e com outros métodos pode resolver-se melhor em 3 minutos certas questões do que com a velha justiça tradicional em 30 anos.
As velhas prisões tradicionais devem ser substituídas por centros de trabalho e reeducação. Imagino uma cidade flutuante que seja em parte centro de férias, em parte universidade de estudos e investigações, em parte prisão. Para quem faz férias pode ser quase como um cruzeiro, para professores e alunos quase como uma universidade, a maioria dos trabalhos feito por prisioneiros. Os piores teriam as piores condições com prémios na medida em que mostrarem progressos. Os piores e mais perigosos criminosos deviam passar algum tempo nas piores condições, passar a condições melhores se colaborassem ou à morte se se recusassem a colaborar. Imagino que a morte de cada criminoso poderia salvar dezenas centenas ou milhares de inocentes. A morte de um criminoso seria um caso raro, talvez com necessidade de um referendum ou ao menos de uma comissão de vários juizes, psicólogos e políticos ou seus representantes. A pena de morte só devia ser aplicada depois de ao menos uma condenação condicional, quer dizer, condenado à morte se voltasse a cometer algum crime ou se mentisse e não colaborasse com a justiça. Os que não são perigosos poderiam ter trabalho quase como qualquer empregado com certa vida social e tempo livre. A universidade e a investigação poderia ser sobretudo de psicologia comportamental. Professores e alunos podiam exercitar os seus conhecimentos teóricos com a prática no acompanhamento e reeducação dos criminosos.
Esta cidade flutuante, com seu aeroporto e componentes destacáveis como barcos, podia deslocar-se lentamente em meio ano entre Lisboa e Cavo Verde ou Açores, muitas vezes perto da costa para ser fornecido com as partes que se destacam e vão aos portos abastecer-se. Com esta deslocação podia acompanhar as estações de forma a aproveitar sempre da temperatura mais agradável e útil para economia de energia. O deslocamento seria feito com o vento e as casas a servir de velas. Casas triangulares que poderiam girar a 360º ou quase aproveitariam os ventos para a deslocação e o sol para aquecimento e produção de energia. As ondas também seriam aproveitadas para a produção de energia. Tudo seria ecológico ao máximo: animais, (porcos e galinhas), para comerem os restos de alimentos e “lavaduras” dos pratos e talheres, algum terreno para serem cultivados alguns alimentos e servir de decomposição a restos orgânicos, tratamento do lixo para aquecimento, separação dos elementos recicláveis, etc. A água das chuvas podia ser aproveitada, talvez mesmo se pudesse destilar a água do mar para produzir sal e água potável.
>>> Mais sobre pena de morte
Pena de morte: Salvar 1 assassino ou 1.000 inocentes?
ONU nos correios globais: ideias para um futuro governo global com supervisão da ONU

Imagino que os correios de todo o mundo passavam a ser em parte controlados pela ONU para evitar os roubos, vigarices, ladrões e uso criminal. Imagino mesmo um tribunal especial com normas gerais simples para resolver os conflitos dos correios internacionais. Assim os correios passariam a ser um meio de transacções internacionais de confiança com enormes benefícios sociais para o mundo e para os próprios correios.
Imagino que em cada posto dos correios podia funcionar um pequeno espaço de pouco menos de um metro quadrado para uma pessoa a um Pc ligada a Internet fornecer serviços de Internet a quem não sabe ou não tem a possibilidade de usar Internet. Esta pessoa podia fotografar ou filmar as encomendas fornecendo assim uma prova do que tinha sido enviado, registar e confirmar a identidade de quem envia, etc.
Imagino que muita coisa dos ricos que vai para o lixo poluir podia ser oferecida aos pobres ou trocada com outros bens e serviços aumentando o bem-estar geral.
Imagino que desta actividade podiam resultar impostos para o funcionamento da ONU, para financiar projectos de justiça social e para os estados.
A cada hora do dia podiam oferecer-se serviços de Internet a diferentes preços de acordo com a oferta e procura. Por exemplo a determinada hora um perito de Internet podia dar explicações privadas ou resolver problemas a determinado preço por minuto. O preço dos serviços pode ser sempre estabelecido em tempo e segundo uma tabela pre-estabelecida.
A ONU, em colaboração com os governos mundiais e em especial com os correios de todo o mundo podia transfor cada posto dos correios em centro de apoio com Internet para quem não pode ou não sabe usar Internet. Por outro lado, se a ONU vigiasse contra os ladrões dos correios e as transacções fossem mais seguras com menos desaparição por roubo e menos vigarices, muito comércio internacional favorecia em especial os pobres e isolados da globalização. Se a ONU cobrasse uma pequena percentagem nessas transacções internacionais receberia meios económicos de promover um governo mundial mais justo e melhor, levar aos menos desenvolvidos os resultados dos conhecimentos dos outros.

Selecção do melhor de links relacionados:

Neo-Estado, Neo-politica, Neo-justiça e Neo-ONU
Imagino uma Neo-ONU a governar o mundo no que é global em colaboração com os governos locais. Uma Neo-Internet paralela à actual mas segura em troca do pagamento de certos serviços, para não se perder tempo com spam, vigarices, piratas e criminosos ladrões do tempo. Os correios internacionais podiam ser uma fonte de benefícios globais se fossem seguros e com garantia de efficiência global. Uma justiça sem fronteiras para crimes sem fronteiras em colaboração com polícias e governos nacionais podia fazer pagar aos criminosos as consequências dos seus crimes, educar os menos honestos e beneficiar todo o mundo. (0) comments

As maçãs a apodrecer, os mortos de fome e Neo-arte, Neo-cinema, Neo-cultura
...Eu não posso mandar uma daquelas maçãs para as crianças que morrem de fome. Mas aquelas dezenas ou centenas de kg de fruta poderiam ser comidos pela gente da aldeia em vez de se importar fruta de longe que custa socialmente pela poluição do transporte, armazenagem e conservação ...
Arte ao serviço da convivência global, uma cidade dos artistas que usava todos os objectos possíveis e imaginários para os transformar em arte ... os museus estão a tornar-se catedrais da cultura no Ocidente e segundo ele um dia em todo o mundo ...Pensei nos que morrem de fome, nas catedrais de chaves e outras inutilidades dos ricos a ocupar terrenos onde se poderiam cultivar alimentos para morrerem menos de fome... Imagino-me a colaborar com um bom realizador de cinema a fazer um filme que revolucione esta cultura de elites para elites, esta justiça de elites ao serviço de elites da criminalidade, corrupção e terrorismo. (0) comments

ONU-UNESCO-forum para um futuro global
É evidente que o futuro será cada vez mais global. Para haver mais vantagens e menos desvantagens desse facto é importante um governo mundial do que é global, informação e revolução cultural global com a colaboração da criatividade dos melhores e o emprego das melhores tecnologias. (2) comments

Gates2008: se fosse Bill Gates...
Criaria uma rede de correios global com o máximo de garantias de forma com as migalhas dos ricos pudessem salvar muitos que morrem de fome e o trabalho dos pobres beneficiasse os ricos. Em cada estação de correios de todo o mundo colocaria um representante da ONU para ajudar os que não têm Internet, ou talvez mesmo 3 para funcionarem 24 horas sobre 24 sempre que as condições o permitissem. Mesmo os correios poderiam em parte funcionar 24 horas sobre 24: evitavam as bichas, davam trabalho a mais desempregados e forneceriam muitos serviços com Internet que com os meios tradicionais obrigam a grande viagens ou não se fazem por não serem rentáveis. (0) comments

Bill Gates, milionários benfeitores, Che Guevara, Guterres, ACNUR, ONU, justiça sem fronteiras, refugiados e futuro globalUm talento inovador e uma inteligência como a de Bill Gates não faria mais pelo mundo se o governasse melhor? O seu dinheiro para curar milhões de crianças não salvaria mais milhões se fosse orientado para dar trabalho a todos e evitar que outros milhões morram de fome? ...
O capitalismo mostrou-se muito mais eficiente do comunismo. Os mais inteligentes e eficientes do capitalismo tornaram-se milionários com as suas capacidades de dar prioridade ao que dá mais dinheiro, que em geral num sistema capitalista de concorrência corresponde à maior utilidade social. Imagino que Bill Gates é o mais rico do mundo porque foi o homem que mais benefícios sociais produziu nos últimos tempos. Num período histórico em que o prioridade político-económica foi o crescimento de produção os que melhor corresponderam a estas políticas tornaram-se milionários. Mas este crescimento económico não pode continuar se se esgotam produtos naturais, se o poluição para manter esse crescimento torna a vida insuportável. O futuro precisa de pessoas inteligentes e com sentimentos de justiça e ética global para ser melhor governado. Os que nasceram com mais inteligência e em meios que lhe permitiram desenvolver as suas capacidades têm um dever moral de ajudar os que nasceram com menos inteligência e menos possibilidade de a desenvolverem. A decisão de Bill Gates de se dedicar à beneficência pode ser a decisão mais revolucionária do século se desencadear a moda da beneficência em vez da moda dos casacos de pele, a moda de fazer beneficência em vez da fama de passar férias na Sardenha numa suite custa €22.000 por dia. (1) comments

ONUpol, web-governo mundial, justiça sem fronteiras, liberdade e repressão da criminalidade e terrorismoImagino que uma polícia, (“ONUpol“), e tribunais da ONU podiam colaborar com as polícias e tribunais de todo o mundo para evitar muitas guerras, criminalidade, vigarices e criar um clima de mais segurança e confiança no uso de Internet.Os governos teriam muitas vantagens e os consumidores em geral também.
Por dia são enviados 61 biliões de e-mails e 90% são spam que causam danos astronómicos. (0) comments

Bill Gates, capitalismo, comunismo, anarquia e luta no-global globalizadaMicosoft e Google representam para mi o melhor e pior do capitalismo: os mais inteligentes orientam a economia e investigação para o mais importante para todo o mundo. Mas enquanto uns morrem de fome outros promovem turismo no espaço.A riqueza dos USA contrasta com a miséria da China e ex-URSS apesar dessas duas revoluções de mais de 100 milhões de mortos. O melhor capitalismo e as melhores democracias premeiam os melhores e acaba por ser melhor a riqueza mal distribuída do que a miséria bem distribuída. Por outro lado o futuro não pode suportar a riqueza, consumo e poluição do capitalismo selvagem sem ética, justiça e um governo global. O capitalismo tem de aprender do comunismo a dar trabalho, educação e assistência social aos que nasceram com menos oportunidades. Um novo anarquismo deve proporcionar contínua evolução com melhores hierarquias em vez da sua supressão. (0) comments

ONU e governo mundial A ONU, Organização das Nações Unidas, é a mais prestigiada organização internacional e que melhor pode contribuir para um governo mundial da Internet de forma a tornar o seu uso mais útil, justo e ético. (0) comments
>>>Mais:
ONU-gov-e-identidade-global
ONU, governo mundial: fórum de ética, cultura e democracia global
JUSTIÇA SEM FRONTEIRAS CARTA ABERTA À ONU
ÉTICA, GUERRA, TERRORISMO E CULTURA OCIDENTAL
ONU, GLOBALIZAÇÃO E GOVERNO MUNDIAL
ONU, WEB-GLOBALIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO, ÉTICA E JUSTIÇA
CARTA ABERTA À ONU
ÉTICA, GUERRA, TERRORISMO E CULTURA OCIDENTAL
ONU, GLOBALIZAÇÃO E GOVERNO MUNDIAL
LÍNGUA GLOBAL ou LINGUAGEM UNIVERSAL
BILL GATES, MICROSOFT, ALTERNATIVAS, DIREITOS DE AUTOR, COPYRIGHTS, JUSTIÇA
CARTA ABERTA AOS HACKERS E A TODOS OS VOLUNTÁRIOS POR UM MUNDO MELHOR
IMM-IDEIAS PARA UM MUNDO MELHOR
ONU, GLOBALIZAÇÃO E SERVIÇOS SOCIAIS (IDEIAS E SUGESTÕES)
ONU e patrimónios da Humanidade
Língua global
ONU e governo mundial da Internet

2007-12-11

Pena de morte: Salvar 1 assassino ou 1.000 inocentes?
É evidente que muitas vezes custa mais salvar e manter em segurança um único assassino ou terrorista perigoso do que salvar 1.000 crianças inocentes de morrerem de fome.
Porque razão muitos dão prioridade a salvar um assassino de salvar 1.000 inocentes?
Na Itália, onde a mafia domina mais na política e cultura, o governo está em primeira linha contra a pena de morte. Assim a mafia pode matar a baixo custo, uma média de €3.000 por assassino.
Na civilidade mais mafiosa lutar contra a pena de morte parece ser a prioridade a exportar e impor à ONU. E se com a morte de um assassino se salvassem 1000 inocentes não era mais civil, justo e ético?
Orgulho ou vergonha da civilidade mafiosa?
Eu não concordo com a pena de morte como é executada em nenhum país. Mas concordaria com a pena de morte condicional: terroristas e assassinos de inocentes ou trabalhavam o resto da vida e colaboravam para indemnizar as suas vítimas e a sociedade ou seriam deixados morrer e os seus órgãos vendidos em leilão público para salvar outras vidas e indemnizar as vítimas e a sociedade. Assim, com a morte de um assassino podiam salvar-se milhares e milhões podiam viver melhor porque não pagariam para os sustentar nas prisões e a criminalidade seria muito reduzida.
Escrevi mais sobre este assunto e outros:
Pena de morte, justiça, ética ou hipocrisia da civilidade mafiosa? Salvar 1 assassino ou 1.000 inocentes?
Pena de morte e mortos de fome, prioridade de Itália na ONU: ética, justiça ou hipocrisia da civilidade mafiosa?
Iraque, torturas, Saddam, USA, opinião pública, nova informação ...
ONU, Saddam, pena de morte, e civilidade mafiosa italiana ...
Saddam, pena de morte, civilidade americana, mafiosa, de Indymedia ...Pena de morte, civilidade, justiça e ética global Lutar contra a ...
Barroso e a política europeia, mundial ou dos cómicos e das mafias italianas?
Adopções: certa legalidade faz pior de certas mafias e do nazismo
ONU, Saddam, pena de morte, e civilidade mafiosa italiana ...
Fome, capitalismo, comunismo, anarquia, guerra e informação ...
Revolução cultural global ou fome, guerra e violência? Todas as ...
Manter uma semi-viva ou salvar milhões de crianças?
Ideias para um mundo melhor
Em italiano:
Pannella, ONU, pena di morte, bambini morti di fame, etica, giustizia o civiltà mafiosa? S6m=Salvare 6 milioni di bambini: lettera aperta all’ONU, Papa, Vaticano, Chiese di tutti religioni, politici di tutto il mondo, volontariato e persone per bene.
Rai 3, Fini, criminalità, immigrazione, distruzione di baraccopoli, pena di morte e morti di fame
Morti di fame in Giappone, di freddo in Italia … e priorità di certa civiltà
Pannella, ONU, pena di morte, bambini morti di fame, etica, giustizia o civiltà mafiosa?
Pannella, pena di morte, Saddam, bambini morti di fame
Emma Bonino, PENA DI MORTE, MORTI DI FAME e vittoria o vergogna?
Papa Benedetto XVI, Vaticano, Chiese e religione: valori, principi cattolici e umani o complicità con il peggiore crime dell’attualità? La salute del vecchio mafioso, bambini morti di fame e etica, giustizia o civiltà mafiosa?
Airbus A380 e futuro: morti di fame, inquinamento e fine del petrolio?
Eutanasia, Eluana, Welby, Terry, fame e civiltà, etica, giustizia o stupidità?
"Liberi da Ogm"o da politica populista?
Pace, Perugia-Assis, pacifisti, fame, castagne a marcire e Neo-Onu
Alzheimer, Grillo, Moore, salute, Welby, Terry e bambini morti di fame
Lavoro, castagne, fame, sindacati, progresso, ecologia e Neo-politica
D'Alema, pena di morte, bambini morti di fame, adozioni, etica o priorità della civiltà mafiosa della vecchia Italia?
Bambini morti di fame, adozioni, pena di morte, Prodi, Onu e civiltà mafiosa
Onu, fame, pace, Perugia-assisi, pace americana di Berlusconi e dei pacifisti del “popolo di Grillo”, di Santoro, di Che Guevara e Neo-ONU
Giustizia, civiltà, sensibilità e etica con cane e bambini
Welby, Terry e bambini morti di fame Fame, “Pasta salata”, OGM, antiamericanismo, ecologia, intelligenza e populismo
Emma Bonino, Massimo D’Alema, Pannella, Prodi, priorità d’Italia contro la pena di morte all’ONU, orgoglio o vergogna della civiltà mafiosa?
Civiltà mafiosa e NEO-PENA DI MORTE: 7/10 MOTIVI UMANITARI PER UNA MIGLIORE APPLICAZIONE DELLA PENA DI MORTE
Terrorismo, rapina, e NEO-PENA DI MORTE: 6/10 MOTIVI UMANITARI PER UNA MIGLIORE APPLICAZIONE DELLA PENA DI MORTE
Bambini morti di fame, adozioni, pena di morte, Prodi, Onu e civiltà mafiosa Pena di morte: “Assolutamente prioritario” secondo Prodi, secondo me… e secondo voi?
ONU, Neo-ONU, Italia e pena di morte, (sondaggio)
Daw, Rai3, pena di morte, informazione e opinione pubblica italiana vista da uno straniero Pena di morte, informazione, civiltà, cultura, demagogia o ipocrisia?
Pena di morte: Italia, Il Manifesto e Rai3 in prima linea per salvare Kenneth Foster
Avvocati, etica, giustizia, pena di morte, cultura, sensibilità e civiltà
Tg3, Tg2, pena di morte, barbarie o populismo e antiamericanismo o civiltà mafiosa?
Il Padrino III, mafia, avvocati, Papa, Vaticano, verità e fantasia populista.
Pena di morte, Pannella e intelligenza o populismo in politica? Giustizia o tabù della civiltà mafiosa?
La pena di morte e evoluzione della “civiltà” del Imperio Romano a Pannella
Sergio D'Elia, Previti, San Paolo, pena di morte e civiltà-terrorista-mafiosa della vecchia Italia?
Incendi, fuochi criminali e NEO-PENA DI MORTE: 5/10 MOTIVI UMANITARI PER UNA MIGLIORE APPLICAZIONE DELLA PENA DI MORTE
Pentiti, mafia e NEO-PENA DI MORTE: 4/10 MOTIVI UMANITARI PER UNA MIGLIORE APPLICAZIONE DELLA PENA DI MORTE
Come salvare milione d’innocente con migliore pena di morte, torture e lavori forzati de un dittatore, assassino, mafioso o terrorista
Etica, morte, pena de morte e legalità o stupidità? Saddam, Pannella, pena di morte e civiltà o stupidità?
Pannella, pena di morte e civiltà o stupidità all’Onu?
Pannella, eroi nazionale o ridicolo vecchio rimbambito? .
Saddam, Mussolini, Hitler, Pannella, Bocca, pena di morte e civiltà mafiosa o ipocrisia?
Pena di morte, Ferrara, Pannella e unico contro il pensamento unico
Blob, Pannella, Bush, Iraq e intelligenza delle elite o dell’opinione pubblica?
Bontà de Micatrotta e stupidità de Pannella?
Pena di morte, criminalità e giustizia
Pena di morte, mafia, TV e circo all’italiana
Adozione: peggio legalità, mafia o nazismo?
ADOZIONI: Genio de 9 anni e stupidità politica
Obesi, soprapeso e morti di fame Politica e relatività dell’intelligenza, furbizia, populismo e stupidità. Fame e adozioni, (ptv).
Obesi, soprapeso e morti di fame Sterminio nazista, adozione, morti di fame e misteri dell’opinione pubblica
Mafia, pena di morte, torture, cultura mafiosa di gente per bene e giustizia o stupidaggine
Torture e pena di morte della Camorra nella sensibilità italiana
Pena di morte e sensibilità mafiosa de gente per bene
Pena di morte vista d’Italia PENA DI MORTE E ALTRI MORTI FRA EROISMO E TERRORISMO Torture, terrorismo e pena di morte nella sensibilità italiana Pena di morte, mafia, TV e circo all’italiana
Pena di morte negli USA e tortura in Francia vista d’Italia Saddam e pena di morte visti de USA, Europa e de un Neo-Machiavelli
Italia, Onu, pena di morte e civiltà o stupidità?
Pena di morte, Onu, politica e teoria della relatività della civiltà, intelligenza o stupidità?
Etica, morte, pena de morte e legalità o stupidità? ABU OMAR, SEQUESTRO DE TERRORISTI, CIA, SISMI, BRUTTI, MARESCIALLO, relatività dell' intelligenza e giustizia o stupidità?
Pena di morte, mafia, TV e circo all’italiana
Pena di morte in primo piano da “Famiglia Cristiana” (Sondaggio)
Pena di morti nel MCS, (sondaggio)

2007-12-10

Globish, língua global de inglês fácil do futuro ou línguas e dialectos da ONU?


Na prática o inglês é a língua mais usada na Internet. Globish é uma língua derivada do inglês mas mais fácil com a pretenção de se tornar a língua global do futuro.
Enquanto não existir uma língua global as minorias linguísticas continuarão a pagar caro pelo isolamento e situação de inferioridade em todos os campos: culturais, económicos, políticos e sociais. As reivindicações das minorias que pretendem igualdade de direitos podem conseguir a esmola da compreensão e da solidariedade com a sua luta, sobretudo dos falidos das sociedades mais evoluídas, (comunistas de Itália, Indymedia e certas esquerdas ocidentais), mas isso só atrasa a evolução para se aproximarem da verdadeira igualdade.
Unificar a terminologia facilita a comunicação global, aumenta a eficácia, rapidez de navegação na web e igualdade de oportunidades de emprego, acesso à cultura mais importante para um futuro global melhor, aculturação ou socialização para uma melhor convivência global. A unificação de uma terminologia standard e um código universal normalizado poderia ser uma das mais importantes missões de organizações internacionais como a ONU, UNESCO, etc.
Nunca discordei tanto dos objectivos da ONU e de Bill Gates como na promoção da defesa de línguas minoritárias e dialectos, (ONU e Bill Gates: línguas e dialectos ou linguagem global? ).
O tempo utilizado a aprender línguas poderia ser utilizado a aprender outras coisas se existisse uma linguagem universal. Penso que na medida que nos orientarmos para uma linguagem universal, ao menos como segunda língua, estamos a oferecer às gerações futuras alguns dos bens mais preciosos: tempo, facilidade de comunicação, acesso a informações, etc. Penso que a desaparição de dialectos e línguas regionais traz mais vantagens do que desvantagens. ... O tempo será cada vez mais um dos valores prioritários: grande parte da nossa vida depende de como utilizamos o nosso tempo desde a nascença, das faculdades que desenvolvemos, da personalidade que criamos, da saúde que mantemos. Tudo o que economize tempo está a criar a possibilidade de o utilizarmos para qualquer coisa que nos proporciona prazer e aumentar a nossa felicidade. Tudo o que pode economizar tempo na Internet multiplica-se por biliões de utilizadores. Tudo o que possa economizar uns segundos equivale a muitos horas se multiplicado pelos biliões de utilizadores ou pelas horas que cada um passa na Internet ao longo da sua vida. Por isso me parece importante a normalização standard da terminologia para facilitar a comunicação global, aumentar a eficácia e rapidez de navegação na web.
>>>Mais:
Tempo de bancário vip, amor, dinheiro, sexo, valor e custo.
Stefano Ricucci disse que a sua história de amor com Anna Falchi lhe tinha custado muito. À pergunta maliciosa se os bancários avaliavam as relações amorosas com os custos em dinheiro ele respondeu que quando falou de custos pensou ao tempo que lhe dedicou em vez de ser dedicado a uma pessoa com a qual constituísse uma família para o futuro.
Recordo um artigo que avaliava o tempo livre dos vip em mais de €500 à hora. Parece que o tempo livre é o que mais falta aos vip. Por isso se torna precioso.
O que mais falta torna-se precioso.
Como dizia Maurizio Costanzo: “o sexo é importante quando falta”.
As crianças pobres desenham uma moeda de €1 muito maior do que as crianças ricas. Para as pobres €1 tem muito valor e imaginam-no maior. Para as ricas tem pouco valor e imaginam-no menor.
>>>Mais:
Com abreviaturas, sinais e símbolos pode economizar-se tempo na procura de informação com uma certa identidade ética e moral orientada para a colaboração dos Web-navegadores no sentido de contribuírem para o bem comum. Sobretudo se passarem a ser usados por standard universal de voluntários para um Web melhor.
A08=prioridades individuais e globais para 2008: ONU, Neo-ONU, tempo, abreviaturas, linguas, globish, spam, Bill Gates - Sunday, December 9th 2007 12:53 PM
Tempo é vida, sangue, dinheiro, inteligência, criatividade, sexo e neo-capital do futuro global - Saturday, January 6th 2007 8:10 PM O capitalismo com a sua prioridade ao dinheiro e consumo criou o slogan: “Tempo é dinheiro”. Numa guerra,(e provavelmente em todas as guerras), dizia-se que tempo era...
Tempo, linguagem universal, abreviaturas internacionais e standard - Wednesday, January 11th 2006 3:46 PM O tempo utilizado a aprender línguas poderia ser utilizado a aprender outras coisas se existisse uma linguagem universal. Penso que na medida que nos orientarmos para uma...
Spam e Neo-ONU: como a ONU podia ganhar para funcionar melhor, contribuir para um mundo melhor e alimentar os mortos de fome - Thursday, November 2nd 2006 8:44 PM O spam causa danos astronómicos e podia ser uma fonte de rendimento para a ONU e ao mesmo tempo produzir benefícios sociais globais incalculáveis para todo o mundo ...
JIIMM: JORNAL INTERNET DE IDEIAS PARA UM MUNDO MELHOR - Wednesday, August 30th 2006 3:53 PM IDEIAS PARA UM MUNDO MELHOR Foi o meu primeiro sito, (1999-2005) . As principais ideias continuam nos blogs: IMM=Ideias para um mundo melhor , ONU e governo global ,...
Cada um tem as suas prioridades em cada momento. Quando as prioridades individuais coincidem com as globais contribuem para a felicidade individual e mundo melhor. Neste...
Bill Gates, acção social, beneficência, filantropia e solidariedade - Monday, November 12th 2007 9:36 PM
Bill Gates vai deixar progressivamente a Microsoft para se ocupar da sua Bill & Melinda Gates Foundation, a maior fundação de caridade do mundo. Sou um fan de Bill...
Bill Gates: de milionário a benfeitor - Monday, November 12th 2007 9:19 PM
Dá trabalho a 50.000 pessoas que com o seu trabalho facilitam o trabalho de outros e economizam o tempo de biliões de pessoas, sobretudo daquelas que com o seu trabalho dão...
Bill Gates, Indymedia, trabalho, copyright, copyleft e futuro global - Monday, November 12th 2007 8:55 PM
Imagino que Bill Gates é odiado sobretudo dos mais pobres, falidos, menos inteligentes e menos criativos que odeiam os vencedores. Esses pensam que os mais inteligentes e...
Bill Gates, o melhor capitalista do melhor capitalismo - Sunday, November 11th 2007 8:19 PM
Considero Bill Gates o melhor capitalista pela sua obra em favor dos pobres, porque em 2008 deixa os seus negócios para dedicar-se à beneficência. Considero o seu capitalismo...
No-global, arte, cinema e informação indymedia no seu melhor e pior - Tuesday, May 23rd 2006 6:16 PM
Os no-global protestaram contra os € 800.000 gastos em 60 leões decorativos para o Bienal de cinema a Veneza. Manifestaram-se pacificamente e sem danos com um leão gigante...
Spam, publicidade, comércio e nova justiça para novos crimes - Thursday, February 16th 2006 9:35 PM
Recebi um e-mail, (1), a anunciar-me um comentário no meu blog. Roubou-me tempo para me enganar com a sua publicidade. Para o mais elementar bom senso de justiça é um crime....
Spam filantrópico e os crimes das boas intenções - Tuesday, January 10th 2006 11:09 AM
A primeira lista a que me inscrevi pareceu-me uma revolução positiva dos meios de comunicação: um artista colocava ao serviço dos outros os seus conhecimentos, ideias,...
Publicar um livro: informações, ideias e sugestões para livros do futuro - Friday, October 26th 2007 9:21 PM
J. K. Rowling, autora de Harry Potter, ganha €170 ao minuto, quase €600 por cada palavra dos últimos êxitos literários. As fortunas ganhas de alguns escritores originam...
Barroso e a política europeia, mundial ou dos cómicos e das mafias italianas? - Thursday, March 22nd 2007 9:33 PM
Uma petição italiana para abolir €2 a €5 das cargas dos telemóveis em Itália chegou a Barroso. Paro a maioria foi uma vitória do cómico com um dos blogs mais famosos...
Adopções: certa legalidade faz pior de certas mafias e do nazismo - Thursday, January 25th 2007 3:49 PM
Carta aberta a António Guterres, à ONU, organizações internacionais, governos e organizações de voluntariado para divulgarem e colaborarem: Morrem 5...
USA: vida da semi-morta e morte dos vivos - Sunday, March 27th 2005 3:15 PM
Resumo de “USA, prolongar uma meia-vida ou salvar milhões de vivos? Carta aberta a Bush e ao povo americano”. Meio mundo seguiu a campanha do presidente Bush e de...
Kw-wl-global-languag e-standard - Saturday, March 5th 2005 5:02 PM
Kw: Abreviatura de “key words”, ou seja das palavras principais de cada documento. Sugiro abreviaturas, siglas e palavras internacionais globais de standard para o uso de...
PPPP: PRINCÍPIO DE PIRES OU DAS PRIORIDADES EM PIRÂMIDE - Sunday, August 29th 2004 1:07 AM
PREFERENCIA AO MAIS IMPORTANTE AQUI E AGORA PARA UM FUTURO MELHOR. O futuro está continuamente a passar pelo presente para o passado. Mas tanto o passado individual como...
Do dialecto galego à língua global, dos guetos à cultura global - Wednesday, August 25th 2004 6:20 PM
Língua e cultura global ou local? - Tuesday, August 24th 2004 7:02 PM
Tenho a impressão de que a desaparição de dialectos regionais traz mais vantagens do que desvantagens. E tenho muitas dúvidas do interesse de existir uma parte de Espanha...
Spam justiça e ética global - Sunday, August 22nd 2004 2:41 AM
SPAM é um e-mail inoportuno enviado em massa sem ser solicitado. Um e-mail pode ser útil para um e prejudicial para outro. Nem sempre se pode saber se é útil ou rouba...
Justiça tradicional: velha, estúpida, impotente... Ideias para uma revolução judicial - Sunday, August 22nd 2004 1:12 AM
A justiça tradicional é velha, estúpida e impotente porque continua a aplicar leis de 1800, com metodos de 1700, parecendo desconhecer as mais recentes inovações e...
TEMPO E ÉTICA GLOBAL - Wednesday, June 23rd 2004 8:32 AM
DO “TIME IS MONEY”, (TEMPO É DINHEIRO), AO “TIME IS LIFE”, (TEMPO É VIDA) O "consumismo" criou o slogan “time is money”. Mas a filosofia do "consumismo"...
ONU, GLOBALIZAÇÃO E SERVIÇOS SOCIAIS (IDEIAS E SUGESTÕES) - Thursday, June 10th 2004 9:02 PM
A grande contradição actual está numa parte do mundo super-consumista que arruina a saúde com super - alimentação e remédios para emagrecer enquanto outra parte do...
Spam e justiça ou estupidez? (sondagem provocatória) - Thursday, June 3rd 2004 9:06 PM
Spam e justiça ou estupidez? (sondagem provocatória) Depois dos danos astronómicos do spam, aparece pela primeira vez em 2004 a notícia de que o primeiro spammer...
Ideias para um mundo melhor (Alguns links de http://xoomer.alice.it/jiimm/ (1999-2005), só funcionam substituindo http://members.xoom.it/jiimm por http://xoomer.alice.it/jiimm/) .

2007-12-05

Campanha para um mundo e um web melhor: NO-SPAM, AntiSPAM, TIL, ONU, JSF, VBW, VJT e NJF


NO-SPAM:
O SPAM rouba um dos bens mais preciosos: o tempo. É um dos piores crimes legais de Internet e novas tecnologias pelos danos que causa.
TIL=time is life=tempo é vida:
A ONU podia finanziar-se contribuindo para um mundo melhor com tribunais internacionais de justiça sem fronteiras, (JSF), em colaboração com goverrnos, polícias internacionais e voluntários, (VBW=volunteers better web e better world, voluntários para um web e um mundomelhor).
A velha justiça tradicional, (VJT), concerva leis de 1800 sobre os piratas, funciona com métodos da Idade Média, parece desconhecer telefone, e-mail e Internet. Uma nova justiça futuro, (NJF) poderá contribuir para um mundo melhor, autofinanciar-se, financiar a ONU e voluntários para um mundo melhor, (VBW). Basta aplicar com inteligência e efficiência o princípio mais elemetntar de justiça: “QUEM CAUSA UM DANO INJUSTO DEVE INDEMNIZAR AS VÍTIMAS E A SOCIEDADE”.
Quem rouba tempo com métodos injustos e criminosos deve ser condenado, não às prisões tradicionais que se tyransformam em pior injustiça, mas a pagar ou trabalhar para indemnizar a sociedade com trabalhos socialmente úteis.
“O Grupo Brasil AntiSPAM tem por objeto a promoção institucional de atividades relativas à auto-regulamentação do envio de mensagens eletrônicas, ... auto-regulamentação ... campanhas de conscientização de empresas e usuários ... receber reclamações ... Grupo Brasil AntiSPAM.
Immaginemos que a ONU aprendia com este e outros grupos de combate ao spam, estabelecia normas universais e un tribunal internacional de justiça sem fronteiras, (jsf), que aplicava multas em colaboração com todos os governos, polícias, voluntários e sobretudo com organizações como esta já esistentes em alguns paizes e a criar em outros.
A ONU podia autofinanciar-se com multas, dividir o dinheiro das maiores multas com governos e prémios a voluntários e associações antispam que colaborassem. Todo o mundo beneficiava em ter melhor web-serviços, economizar tempo e confiança na Internet.
Mais:
TEMPO E ÉTICA GLOBAL DO “TIME IS MONEY”, (TEMPO É DINHEIRO), AO “TIME IS LIFE”, (TEMPO É VIDA) O "consumismo" criou o slogan “time is money”. Mas a filosofia do "consumismo"...
Spam e justiça ou estupidez? (sondagem provocatória)Spam e justiça ou estupidez? (sondagem provocatória) Depois dos danos astronómicos do spam, aparece pela primeira vez em 2004 a notícia de que o primeiro spammer...
ONU, GLOBALIZAÇÃO E SERVIÇOS SOCIAIS (IDEIAS E SUGESTÕES)
Tempo, linguagem universal, abreviaturas internacionais e standard
PPPP: PRINCÍPIO DE PIRES OU DAS PRIORIDADES EM PIRÂMIDE
Gates2008: Se eu fosse Bill Gates...
Bill Gates fan club: voluntários de acção social, beneficência, filantropia e solidariedade
Ideias e sugestões para um governo global da ONU
Do dialecto galego à língua global, dos guetos à cultura global ou integração no meio
Língua e cultura global ou local?
LÍNGUA GLOBAL ou LINGUAGEM UNIVERSAL
CARTA ABERTA À ONU
"JUSTIÇA SEM FRONTEIRAS"
ONU, GLOBALIZAÇÃO E GOVERNO MUNDIAL
ONU, WEB-GLOBALIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO, ÉTICA E JUSTIÇA
jiimm: JUSTIÇA ÉTICA POLÍTICA SOCIEDADE CAPITALISMO COMUNISMO ANARQUIA PSICOLOGIA SOCIOLOGIA FILOSOFIA VOLUNTARIADO_ACÇÃO_SOCIAL GLOBALIZAÇÃO NO-GLOBAL NEW-GLOBAL GLOCAL JORNALISMO OPINIÃO PÚBLICA ONU USA SEXO RELIGIÃO CATÓLICA ISLÃO FICÇÃO: LIVROS ENSAIOS ARGUMENTOS FILMES PROGRAMAS TV (Alguns links de jiimm só funcionam substituindo http://members.xoom.it/jiimm por http://xoomer.virgilio.it/jiimm ).
Em italiano:
Spam, virus, truffe, intelligenza di Bill Gates, stupidità della vecchia giustizia, Neo-giustizia e Neo-ONU
Tempo, Neo-psicologia, Neo-filosofia, Neo-capital, Neo-marxismo, Neo-cultura, Neo-ONU, Neo-politica e Neo-giustizia
Bill Gates, il migliore capitalista del meglio capitalismo
Web marketing, etica, tempo, standard, Web-ONU o Neo-Onu
John Wood: da Bill Gates alla beneficenza per i poveri. ("Room to read")

2007-12-04

Pena de morte, tortura, terrorismo e hipocrisia da “civilidade terrorista mafiosa ocidental”. Anti-americanismo italiano, anti-italianismo americano e tabus culturais.
Um assassino condenado à morte nos USA escandaliza mais em Itália de 6 milhões de crianças mortas de fome cada ano. Um “torturado” por 3 dias com medo no Iraque escandaliza mais em Itália de milhões de torturados até à morte das mafias italianas, dos comunistas e terroristas islâmicos.
Um juiz americano considera “tortura” a prisão em Itália. Itália considerava “tortura” a prisão americana da terrorista Silvia Baraldini. Para importar esta terrorista 3 presidentes italianos disturbaram presidentes dos USA. O comunista ministro justiça Diliberto foi chamado “ministro da terrorista” porque a sua prioridade foi importar a terrorista e transformá-la em heroina nacional. Depois de uns meses numa prisão italiana disse que estava melhor na prisão americana. Eu penso que se podiam salvar milhões de crianças com os custos políticos, económicos e culturais de importar esta terrorista anti-americana.
O anti-americanismo italiano parece-me o mais estúpido e irracional do mundo: sem os americanos talvez os italianos fossem hoje como os albaneses que invadiram Itália desde 1989 e se tornaram símbolo de miséria e criminalidade em Itália.
Sobre isto podia escrever muitos artigos e livros. Mas isto é muito impopular tanto em Itália como em Portugal. Penso que seria interessante publicar em inglês para um público americano ou internacional. Gostaria de saber de directores de jornais e editores se algum está interessado e se algum escritor ou jornalista de preferência que compreenda português ou italiano e escreva em Inglês gostaria de colaborar comigo.
>>>Mais:
Pena de morte, civilidade, justiça e ética global Lutar contra a ...
ONU, Saddam, pena de morte, e civilidade mafiosa italiana ...
Saddam, pena de morte, civilidade americana, mafiosa, de Indymedia ...
Fome, capitalismo, comunismo, anarquia, guerra e informação ...
Turismo no espaço e fome na terra, intelligência de Bill Gates e ...
USA, prolongar uma meia-vida ou salvar milhões de ...
Bill Gates, Bill Clinton, Che Guevara, AIDS, mortos de fome e Neo ...
Bill Gates fan club: voluntários de acção social, beneficência ...Neo-capitalismo, Neo-comunismo, Neo-anarquia, Neo-ONU ...
Em italiano:
Pannella, ONU, pena di morte, bambini morti di fame, etica, giustizia o civiltà mafiosa?
S6m=Salvare 6 milioni di bambini: lettera aperta all’ONU, Papa, Vaticano, Chiese di tutti religioni, politici di tutto il mondo, volontariato e persone per bene.
Rai 3, Fini, criminalità, immigrazione, distruzione di baraccopoli, pena di morte e morti di fame
Morti di fame in Giappone, di freddo in Italia … e priorità di certa civiltà
Pannella, ONU, pena di morte, bambini morti di fame, etica, giustizia o civiltà mafiosa?
Pannella, pena di morte, Saddam, bambini morti di fame
Emma Bonino, PENA DI MORTE, MORTI DI FAME e vittoria o vergogna?
Papa Benedetto XVI, Vaticano, Chiese e religione: valori, principi cattolici e umani o complicità con il peggiore crime dell’attualità?
La salute del vecchio mafioso, bambini morti di fame e etica, giustizia o civiltà mafiosa?
Airbus A380 e futuro: morti di fame, inquinamento e fine del petrolio?
Eutanasia, Eluana, Welby, Terry, fame e civiltà, etica, giustizia o stupidità?
"Liberi da Ogm"o da politica populista?
Pace, Perugia-Assis, pacifisti, fame, castagne a marcire e Neo-Onu
Alzheimer, Grillo, Moore, salute, Welby, Terry e bambini morti di fame
Lavoro, castagne, fame, sindacati, progresso, ecologia e Neo-politica
D'Alema, pena di morte, bambini morti di fame, adozioni, etica o priorità della civiltà mafiosa della vecchia Italia?
Bambini morti di fame, adozioni, pena di morte, Prodi, Onu e civiltà mafiosa
Onu, fame, pace, Perugia-assisi, pace americana di Berlusconi e dei pacifisti del “popolo di Grillo”, di Santoro, di Che Guevara e Neo-ONU
Welby, Terry e bambini morti di fame
Fame, “Pasta salata”, OGM, antiamericanismo, ecologia, intelligenza e populismo
Emma Bonino, Massimo D’Alema, Pannella, Prodi, priorità d’Italia contro la pena di morte all’ONU, orgoglio o vergogna della civiltà mafiosa?
Civiltà mafiosa e NEO-PENA DI MORTE: 7/10 MOTIVI UMANITARI PER UNA MIGLIORE APPLICAZIONE DELLA PENA DI MORTE
La pena di morte e evoluzione della “civiltà” del Imperio Romano a Pannella
Sergio D'Elia, Previti, San Paolo, pena di morte e civiltà-terrorista-mafiosa della vecchia Italia?
Pena di morte, intelligenza, populismo, giustizia, stupidità o orgoglio della civiltà mafiosa?
Come salvare milione d’innocente con migliore pena di morte, torture e lavori forzati de un dittatore, assassino, mafioso o terrorista
Etica, morte, pena de morte e legalità o stupidità? Saddam, Pannella, pena di morte e civiltà o stupidità?
Pannella, pena di morte e civiltà o stupidità all’Onu?