2012-08-03

PPP=Prioridades-Pirâmide-PiresPortugal: Bill Gates, Berlusconi, Ruby, Clinton, Monica Lewinsky, ONU e globish


Os presidentes das melhores democracias são condicionados da informação e opinião pública. A pior política pode ser um resultado de certas informações e certa opinião pública ser mais condicionada de certo populismo ou certos poderes do que da inteligência ética e socialmente útil das melhores elites. Todos os personagens mais importante do momento ou da história são o resultado do que eles herdaram ao nascer e como eles ocuparam seu tempo. As suas capacidades de inteligência, criatividade, memória, saúde, longevidade, força física ou emocional são dependentes desses dois fatores. O tempo para um objetivo ou desenvolvimento de uma capacidade falta para outros. Fazer duas coisas ao mesmo tempo só resulta em certas condições quando uma é automática sem precisar de roubar a concentração e energias da outra. Fazer duas coisas ao mesmo tempo é muitas vezes um erro com piores consequências de fazer uma de cada vez. Trabalhando demasiado pode produzir menos de menor trabalho mas dentro do limite da sua capacidade. O descanso, diversão e recupero de energias para trabalhar melhor pode produzir mais eficiência do excesso de trabalho.
Disto resulta a importância das prioridades no emprego do tempo em cada momento da vida.
Certas elites da economia, política e informação são o resultado das prioridades do uso do seu tempo e condicionam de forma particular o de muitos.
As prioridades podem ser biológicas, económicas, psico-sociais ou psico-espirituais. As prioridades biológicas e económicas estão quase sempre correlacionadas e determinantes na maioria das pessoas. São Francisco, o santo mais famoso por uma vida em pobreza, era filho de milionários do seu tempo. Algumas vezes as prioridades espirituais, religiosas, sociais ou políticas podem nascer de uma reação psicológica da adolescência em busca da sua identidade e dos próprios valores. Mas para a maioria das pessoas conta mais uma situação económica que permite melhor satisfação das necessidades biológicas do que o prestígio social ou hierarquias de santidade, espiritualidade ou ideal político. Muitos milionários criaram fundações de beneficência no apogeu da sua satisfação económica. A prioridades mais inteligente, ética e social de que eu tenho memória foi a decisão de Bill Gates em 2008, quando era o homem mais rico do mundo e deixou os seus negócios para dar prioridade à sua fundação de beneficência e caridade.
Em minha opinião a pior prioridade ao mais alto nível de Bill Gates e ONU foi a defesa dos dialetos. Na minha opinião, a prioridade mais inteligente de Bill Gates e da ONU seria a colaboração para o desaparecimento de todos os dialetos e línguas nacionais em benefício de uma única língua global, talvez Globish ou NEO-Globish.
O quarto Governo de Berlusconi criou a política mais inteligente, eficiente e pragmática contra a máfia, a pior vergonha da Itália. Na minha opinião, é o político mais trabalhador, generoso, inteligente, eficiente, pragmático e criativo na história da Itália, mais conhecido pelo negativo e menos pelo positivo. Os seus supostos “crimes” parecem-me triviais chavões de comportamentos comuns a milhões de pessoas sem escândalo. O que para mim são banalidades sem importância tornam-se prioridade para certa informação, certa opinião pública e certos magistrados. Para certos magistrados, certa informação e certa opinião pública o sexo de Berlusconi e Ruby ou Clinton e Monica Lewinsky teve prioridade à justiça a piores mafiosos. Para mim são banalidades que tiveram prioridade sobre o mais importante.
Um alto funcionário da CIA lamentou-se que em dois anos só teve 2 oportunidades de encontrar Clinton. Segundo ele, poderiam evitar-se muitos atos de terrorismo contra os EUA se Clinton tivesse mais tempo para os objetivos propostos pela CIA. Eu penso que se o tempo Clinton, certa informação, opinião pública, justiça e política fossem ocupados a evitar terrorismo e criminalidade internacional poderiam impedir o terrorismo de 11 de setembro de 2001, a guerra no Afeganistão, Iraque e muitas outras.
Todos os presidentes das melhores democracias são condicionados de certa informação e opinião pública. A pior resulta de certo populismo ou poderes mafiosos predominarem sobre a inteligência das melhores prioridades.
Mais em italiano: PPP=Priorità-Piramide-PiresPortugal: Bill Gates, Berlusconi, Clinton, Bush, Obama, Onu e NEO-ONU.

Sem comentários: