2010-07-01

Mário Soares, "o mais ilustre português vivo", Rui Cardoso Martins, Deixem passar o homem invisível, un italiano a Lisboa, guerra do crocifisso e o meu sonho de outra justiça, (ggga, AVI, njf)

Mário Soares è considerado "o mais ilustre português vivo". Conheci-o pessoalmente duas vezes. Enquanto era Presidente aconteceu-me un facto que transformou a minha vida. Escrevi-lhe, respondeu-me, continuei a escrever-lhe sem resposta e a citá-lo no que escrevo. Um dos meus sonhos é obter a sua colaboração para obter justiça, escrever un livro, criara uma associação de beneficêcia para vítimas de injustiças, (AVI) e inventar uma melhor justiça, (1).

Com grande satisfação  soube que o livro do Rui Cardoso Martins, foi considerado livro do ano 2009 e un italiano que o comprou a Lisboa lhe fez uma critica muita positiva num blog reproduzindo algumas das minhas ideias traduzidas para italiano:  Deixem passar o homem invisível.

Em Italia continua em primeira pagina a guerra judiciaria na Corte Europeia de Strasburgo por causa de um crucifisso numa escola italiana. Eu continua a escrever que o dinheiro dos contribuntes europeus e o tempo de 7 juizes podia ser occupado em milhões de causas mais justas, com mais interesse social. Milhões de contribuintes da Europa pagam a 7 juizes para condenarem contribuintes italianos a pagar uma soma astronomica de risarcimento ad uma finlandesa que é diventata italiana e não quer que os filhos estudem numa escola dove esiste un crucifisso na parede. Para mi é evidente que seria mais justo e de mais utilidade social condenare o grande advogado-ladrão-mafioso, (1) a pagar 10 milhões de euro para indemnizar os meus danos e da sociedade. Para quem tem muito dinheiro para pagar bons advogados receve somas astronomicas dos contribuintes. Quem não tem dinheiro para um advogado e um processo fica sem justiça.

(1)             Ao Dr. Mário Soares e sua Fundação, APAV, AVI, fundações e associaciações de beneficência e voluntariado, un grande advogado-ladrão-mafioso, (ggga), velha injustiça tradicional, (vit) e Neo-justiça futura, (njf)

Desde que um grande advogado me roubou o que tinha economizado em muitos anos de trabalho o meu tempo, as minhas energias, as minhas emoções e a minha criatividade estão mais orientadas para obter justiça e invenção de novas formas de justiça para um futuro melhor...

Mais relacionado com o "GRANDE ADVOGADO" (ggga).