2016-07-28

„Time Management“, organização eficiente do tempo, TiL=Time is Life, TéV=Tempo é vida, TéP=Tempo, ética e Publicidade-marketing


Muitas técnicas podem ser válidas para um em determinado momento e com danos colaterais imprevistos e desconhecidos para o mesmo ou outros em circunstâncias diferentes. 
O que pode parecer genial para um pode ser um desastre para outro.
A organização e gestão do tempo será um dos argumentos mais importantes deste século, sobretudo para o futuro de Internet e novas tecnologias, política da informação, publicidade-marketing, justiça, saúde, voluntariado, economia, psicologia, ética, deontologia, valores e filosofia da vida. Mas mais do que uma ciência é uma arte em que a intuição de cada momento pode ser mais importante de todas as melhores teorias científicas. O tempo é o valor de todos os valores, (criatividade, inteligência, saúde, longevidade, utilidade social global de Internet e novas tecnologias, …), mas cada uso do tempo pode ter os seus danos colaterais mal conhecidos…
A saúde mental e física, o justo equilíbrio entre atividade, estímulos, repouso e divertimento podem condicionar a maior eficiência em menos tempo.
Algumas pessoas famosas dormiam de 2 a 4 horas e eram eficientes. Rita Levy Montalcini, prémio Nobel, com mais de 100 anos dormia 2 horas e trabalhava em continuidade. Defendia que o cérebro necessita de exercício para se manter jovem. Berlusconi, Napoleão, Andreotti são alguns dos mais famosos com poucas horas de sono. Mas a maioria das pessoas precisa de cerca de 7 horas de sono para ser mais eficiente.
Mais:

Sem comentários: