2011-02-26

Mário Soares, Craxi, politica, justiça, informação, opinião pública e heróis de Portugal e Itália, (GGGA, ggga, VJT, VIT, NGF, RNM)

Mário Soares era o maior  herói vivente do século passado para 45% de uma pesquisa de opinião publica. Em Itália era muito popular antes do exílio de Craxi e sobretudo quando lhe fez uma visita de amizade. Hoje a imagem de Craxi está a ser em parte reabilitada em Itália. Para muitos é o pior ladrão da política de piores ladrões da História de Itália. Para outros a "tangente", (percentual que todas as grandes empresas pagavam para os políticos), era um sistema ilegal mas moral de financiar uma melhor politica. Mas muitas vezes as empresas pagavam também o "pizzo", (percentual para a máfia), e outras vezes a máfia e política colaboravam para o máximo de corrupção. Parece que o máximo da corrupção chegava a 90% de somas astronómicas. Se dessas somas andava uma parte consistente para a máfia, não dava escândalo porque os jornalistas eram ameaçados dos killers e dos grandes advogados dos mafiosos. O juiz Ferdinando Imposimato escreveu um livro chamado "Corrupção a alta velocidade", mas é quase desconhecido em Itália. Mataram-lhe um irmão e teve de deixar de trabalhar contra a máfia. Um "presunto" "boss" da mais criminal organização mafiosa de Itália foi arrestado pela segunda vez e posto em liberdade no dia seguinte. Alguns jornais que o chamaram "boss" da pior organização criminosa receberam "intimidações" legais, judiciárias. Imagino que os jornalistas temem outras intimidações não declaradas mas evidentes. Imagino que a morte do irmão do juiz foi um aviso para todos os que amam a família. Há um efeito psicológico mais profundo: a família convence testemunhas e vítimas a esquecer. Quando fui vítima de um grande advogado-ladão-mafioso a família mais amiga que tinha em Itália não quis ter mais relações comigo. Recebeu ameaças indirectas que só grandes advogados sabem fazer, que não valem em tribunal. Mário Soares era Presidente de Portugal. Escrevi-lhe uma carta a contar o meu caso. Recebi uma resposta aconselhando-me de recorrer aos tribunais. Mas os tribunais da velha justiça tradicional não tinham poder contra grandes advogados ladrões e mafiosos. Continuo a sonhar com uma revolução para melhor justiça que me faça justiça. Sonho que Mário Soares leia a minha história e a transforme numa luta por justiça para  vítimas da impotência injustiças da justiça contra mafiosos e grandes advogados.

1 comentário:

tungkaran hati.blogspot disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.