2013-10-01

NMO=NEO-Moral-OnLine: TEMPO, ÉTICA, JUSTIÇA. HONESTIDADE E BOM SENSO


A Internet tanto pode ser preciosa para o bem como instrumento de causar danos catastróficos pelo tempo que faz perder. As informações honestas podem ter um valor enorme. Mas por vezes servem de iscas a certas mentiras publicitários muito profissionais a enganar os navegadores conduzindo-os para os pãntanos que não lhes interessam.
Com um pouco mais de honestidade, moralidade e bom senso a Internet pode ser muito mais útil para muitos e menos útil para MLT=Milionários-Ladrõesm do Tempo.

    Os valores morais de cada época visam geralmente o bem comum. Em cada cultura e em cada época, imortalizam-se os heróis ou satificam-se aquelas pessoas que melhor encarnaram os valores que interessa desenvolver e divulgar. Mas muitas vezes saltam para os meios de informação certas mentiras manobradas pelos interesses de poucos e danos da maioria.
    Com a Internet tudo adquire um valor universal. Mas tanto pode servir o bem comum como os interesses de uma minoria previlegiada que tem meios e conhecimentos. É natural que surja uma moral típica da Internet e dos seus utilizadores mais frequentes.

    A honestidadade e o respeito pelos outros, especialmente pelo seu tempo e pela sua dignidade, serão valores fundamentais para que a Internet seja mais útil à sociedade.
    A publicidade pode ser extremamente útil para o produtor e consumidor, para quem oferece e quem procura. A mentira e a vigarice assumem na Internet valores incalculáveis. Devem surgir leis universais e meios de castigar severamente toda a mentira e obrigar os autores a indemnizar as vítimas ou a sociedade pelas conseqências, especialmente se a mentira é consciente e com pérfidos objectivos.
LPA: PUBLICIDADE, DEUSA E DEMÓNIO DA SOCIEDADE DE CONSUMO - APRESENTAÇÃO.
LPCS: CUSTOS SOCIAIS DA PUBLICIDADE E O DIABO VESTIDO DE ANJO.
LPMM = "MARKETING" E MORAL.