2014-04-17

Depressão Bipolar, Transtorno-Obsessivo-Compulsivo, Psicose-Maníaco-Depressiva, saúde mental, cura, ajuda, informação e preconceitos

A depressão bipolar, também chamada TOC=Transtorno-Obsessivo-Compulsivo ou PMD=Psicose-Maníaco-Depressiva, caracteriza-se por mudanças exageradas de humor, umas vezes demasiado positivo e outras demasiado negativo. A depressão bipolar tem cura, mas muitas vezes não basta a auto-sugestão, auto-estima, auto-hipnose, persuasão dos amigos e familiares para sorrir e pensar positivamente. Muitas vezes é necessária a ajuda de um médico, psiquiatra, psicólogo ou psicoterapêutico. Muitas vezes a melhor ajuda dos familiares e amigos pode ser a compreensão, aceitação o encaminhamento para um profissional da saúde mental.

Bastian Eichenberger, aos 2 anos sabia ler, aos 14 entrou na Universidade. Sofreu depressão aos 6 anos. Por ser superior aos companheiros não tinha amigos? Sentiu-se um estranho entre os colegas? Ou necessitava de desenvolver mais as suas capacidades? Superou a depressão ao mudar para uma escola superior? A depressão pode ser causada pela impossibilidade de desenvolver as suas capacidades? Génios entre estudantes normais podem sofrer depressão? A depressão pode resultar das capacidades atrofiadas com a idade, falta de oportunidades e estímulos? Ou as capacidades degeneraram com a idade e devemos aceitar a situação? Tomar medicamentos ou aceitar o meu estado de deprimido bipolar? Os medicamentos aliviam a depressão mas atrofiam as capacidades? Rita Levi Montalcini que com mais de 100 anos tinha muita actividade e só dormia 2 horas é uma excepção? O piloto que se suicidou precipitando o avião causando 150 mortes volta à minha mente como exemplo de depressão da pior e com piores consequências: morrer e matar quem lhe fez bem. Durante mais de um mês em que o desastre do avião foi o assunto prioritário da informação na Alemanha e talvez em meio mundo eu não liguei, pareceu-me uma perda de tempo com tanta informação como não recordo com outros acidentes de avião. Mas quando soube que o acidente foi provocado voluntariamente por um deprimido antissocial comecei a interessar-me para evitar tais comportamentos: Porque eu quero fazer bem a quem me fez bem e alguns querem fazer o contrário? Recordo Gelmini, a ministra da educação do quarto governo de Berlusconi que deu importância à ética e comportamento social na escola. Imagino que se toda a educação premiasse mais os melhores e convertesse ou punisse os piores em comportamentos antissociais seria a melhor forma de revolução cultural e social do futuro.

Um mês de informação mundial sobre o acidente vale menos da resposta a esta perguntas: porque há pessoas que querem morrer fazendo mal a quem lhes fez bem? Como educar para as pessoas serem felizes a contribuir para a felicidade dos outros? Como curar a depressão? Como curar a depressão bipolar?

Perguntas paraBastian Eichenberger, um génio deprimido à beira do suicídio e para profissionais da depressão:

1.      A sua depressão pode ser causada pela impossibilidade temporânea de desenvolver as suas capacidades superiores inatas? Ou sugere outras causas?

2.      Como se curou da depressão? Quais as suas ideias para evitar ou curar a depressão?

3.      Tomou medicamentos? Aconselha os deprimidos a procurar profissionais da depressão mais orientados para medicamentos, psicanálise ou outros? Acredita no valor das religiões e crenças para a cura da depressão? Ou podem ter efeitos negativos ao adiar as verdadeiras curas?

O pior que se pode fazer é recorrer a charlatães, bruxos ou ou curandeiros que se aproveitam do estado mental para ganhar dinheiro como neste caso: Fórum Saúde - Depressão, doença bipolar, bruxaria? Ajudem-me… não sei que decisões tomar na vida quais as correctas. Neste momento os outros decidem por mim e eu sinto-me impotente para dizer, mas eu não quero assim. Sofro tanto por não saber o que fazer. Acho que cheguei a uma altura na minha vida que só faço loucuras não consigo superar sozinha. Às vezes sinto-me uma criança de 5 anos…”

CRISTIANE SEGATTO: Somos todos bipolares?... O sucesso do filme "O lado bom da vida" e a banalização dos transtornos mentais...Acredito, sinceramente, no valor dos pequenos prazeres. Todos os dias faço o possível para encontrar os meus aqui, acolá, do jeito que dá... Ir a um cinema ... desperta em mim uma felicidade única.

Imaginar que sou dona do meu tempo, que nenhuma reunião me aguarda, que nenhum texto é urgente, que o mundo real persiste em seus passos incertos enquanto embarco livremente numa fantasia bem contada é um dos prazeres que mais valorizo na vida... Há quem use camiseta com a inscrição “Sou bipolar”… Não somos todos bipolares, … só 1% a 3% da população, segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP)… As causas do transtorno bipolar são múltiplas: fatores bioquímicos (alterações em neurotransmissores), genéticos e ambientais… É uma doença tratável. Não significa que seja fácil, mas aceitar a condição do paciente e persistir no tratamento torna a doença administrável... O tratamento é feito com medicamentos chamados de estabilizadores do humor e pode ser complementado com sessões de psicoterapia…  É uma doença que precisa de diagnóstico correto e tratamento cuidadoso… Alterna momentos de depressão e episódios maníacos, quando o paciente apresenta uma sensação de grande energia. Pode permanecer acordado, agitado ou realizando tarefas durante muito tempo seguido, sem se cansar. ... O pensamento fica acelerado. Pode ser observada uma fala muito rápida ou um fluxo de ideias confuso, passando de um pensamento a outro por ligações tênues... A pessoa pode acreditar que tem múltiplas capacidades ou ter uma sensação de grandeza (se achar um grande artista, político ou atleta, por exemplo) ... Cinco quilos a mais, meia hora a menos Estar pouco acima do peso ideal rouba 30 minutos de vida diária. Bons hábitos prolongam a vida. Ajudam a viver mais e melhor. As boas escolhas ajudam a explicar porque alguns idosos chegam saudáveis e bem dispostos aos 80 anos, enquanto a maioria envelhece mal. O estilo de vida saudável, no entanto, não é suficiente para explicar a existência de superidosos como o arquiteto Oscar Niemeyer, morto recentemente aos 104 anos... Só uma genética rara e caprichosa é capaz de fazer alguém chegar a essa idade, apesar de ter fumado, bebido e comido muita carne vermelha ao longo de toda a vida… A convulsão na noite dos namorados - Época - Globo: ... Era assim no tempo de Machado de Assis, o maior escritor brasileiro de todos os tempos. Ele chegou a sofrer doze crises por noite. Tentou se tratar com a única droga disponível no final do século XIX. Desistiu por não suportar a sedação provocada por ela. Preferia ter as crises a se tornar improdutivo.

A saúde dos próximos 100 anos…:   As decisões clínicas serão amparadas pelos registros individuais dos pacientes e pelos estudos em andamento e menos baseadas na opinião dos especialistas e nos incentivos que muitos deles recebem da indústria farmacêutica, ... Os pacientes e os pagadores dos serviços de saúde (governos, planos de saúde, contribuintes) vão exigir mais transparência. Menos gente aceitará pagar por um tratamento sem eficácia comprovada... avaliar com acurácia os méritos e riscos das diferentes terapias... como o organismo é afetado pelas interações entre os medicamentos, os nutrientes, as bactérias que habitam nosso corpo, os dispositivos terapêuticos e o ambiente... divulgação das informações favoráveis e desfavoráveis sobre os medicamentos e os dispositivos de saúde que chegam ao mercado... uso mais eficiente do dinheiro e da infraestrutura para prevenir doenças, em vez de remediá-las... redução das enormes disparidades na saúde, particularmente as existentes entre as nações mais ricas e as mais pobres... zelar pela saúde é uma estratégia para promover a estabilidade e a paz.”

Sem comentários: