2012-06-06

LIXO-ARTE, lixarte, lixecarte, LEIS-INJUSTIÇA-IMORALIDADE-ESTUPIDEZ, NEO-SURREALISMO e NEO-anarquias

Num pequeno aglomerado rural de 5 famílias onde quase tudo era ilegal mas todos muito honestos e bons, um artista comprou um deposito abandonado em ruínas para o transformar em DLA=DEPOSITO-LIXO-ARTE. Um depósito do que todos chamavam lixo e ele considerava arte. Tentou legalizá-lo para o reconstruir adaptado à sua finalidade, livre de ladrões, chuva e ratos. Mas a legalização ficou a meio porque custava em termos de tempo e dinheiro mais da reconstrução. Não tendo tempo e dinheiro para tudo preferiu uma construção ilegal para salvar o seu LAN=lixo-arte-NEOsurrealismo.
Itália tinha 600.000 construções ilegais. Alguns dos mais estúpidos políticos queriam destrui-las todas, metendo no mesmo saco a segunda, terceira ou quarta vivenda do grande mafioso com a do pobre artista que constrói um depósito e o transforma em habitação de sobrevivência. Os mais estúpidos, injustos e imorais políticos e magistrados italianos destruíram hotéis de luxo por uma pequena ilegalidade, destruíram casas por faltar qualquer estúpida legalidade e deixaram pobres morrer ao frio nas ruas de Roma. Quase uma media de um morto por dia nos dias mais frios. Se os políticos e magistrados fossem mais inteligente e com mais bom senso de justiça não podiam alojar aqueles mortos ao frio nos hotéis e casas que destruíram? Hotéis que funcionavam só nos 5 meses mais quentes foram destruídos. Com inteligentes proprietários, políticos e magistrados aqueles hotéis podiam servir para evitar os mortos de frio no inverno e dar lucro para todos no verão. O político mais inteligente, criativo, eficiente, pragmático e com mais bom senso da história política de Itália tentou legalizar as construções ilegais com métodos simples, evitando a destruição, aproveitando o que se podia e com altas multas sobretudo para os novos. Mas como não é um ditador não conseguiu impor a sua vontade e continuaram a destruir o que podia salvar mortos ao frio. Este político, Berlusconi, é muito mais conhecido no mundo por Ruby do que pela sua inteligência, eficienza, pragmatismo e bom senso.
Passados 15 anos chegou a legalidade ao DLA=DEPOSITO-LIXO-ARTE: uma multa de mais de metade do valor ou legalização que custa o dobro do valor. O artista sem dinheiro para comer e muito menos para multas e legalidade deu o seu DLA=DEPOSITO-LIXO-ARTE, deu-o a quem lhe deixasse estar o seu lixo-arte em vida e se ocupasse das multas ou legalidade. Só por favor esta doação foi aceite. Esperava tornar-se um pouco mais famoso de Van Gogh em vida, transformar o seu lixo em arte, fundar o NEO-SURREALISMO e NEO-anarquia, para promover outra arte e cultura que estimule a criatividade e inteligência coletiva para novos valores mais humanos, salvar os mortos ao frio antes de destruir casas ilegais como o seu DLA=DEPOSITO-LIXO-ARTE.
Certas elites de certas legalidade exigem uma janela de vidro em vez de uma porta de ferro. Elites da legalidade ou da estupidez? Porque razão num pequeno aglomerados de 5 famílias rurais perdido no interior devem chegar leis a impor vidros em vez de ferro? Porque razão no centro da cidade da Guarda, ao lado da Sé catedral, podem estar casas abandonadas que são uma vergonha para os turistas e num perdido aglomerado rural impõem uma janela de vidro em vez de uma porta de metal num depósito de lixo-arte? Uma criança pode mandar um bola e partir um vidro. Quem vive ali pode recompor o vidro partido. Para quem está longe pode ser um desastre: entrar água e destruir um tesouro.
Imagino uma NEO-arte a estimular a criatividade e inteligência coletiva para o bom senso da política e da legalidade, uma NEO-anarquia onde o bom senso político e da justiça conte mais de certas leis.
  Mais: http://onu-w-gov.blogspot.pt/2012/06/fantasias-para-elites-culturais-da.html  ,
http://onu-w-gov.blogspot.pt/search?q=surrealismo .

Sem comentários: