2011-09-29

Processo público à justiça da RBA=República das Bananas e Advogados (argumento para filme)


Em Itália é possível que o “presumível” boss da pior banda criminal dos últimos tempos seja preso diversas vezes e posto em liberdade o dia depois. Antes de Berlusconi entrar em política foram assassinados 26 magistrados em 23 anos. Depois de Berlusconi entrar em política só foi assassinado o irmão de um juiz. Pelo mundo inteiro correu a mensagem de que Berlusconi era mafioso e não de que o seu governo foi o melhor contra a máfia depois de Mussolini. O boss da pior banda criminal da História d’Itália pode ser preso várias vezes e morrer com cédula penal mais limpa de um ministro de Berlusconi condenado por opor-se com o próprio corpo a uma entrada da polícia numa cede do seu partido que certos magistrados consideraram ilegal. Pelo mundo correu a ideia de que a política tem 10% de condenados, mais do que o pior bairro criminoso. Só foi notícia no meu blog em italiano que um ministro de Berlusconi, o melhor ministro da história de Itália contra a máfia e criminalidade segundo Roberto Saviano, foi mais condenado do presumível boss da pior banda criminal da História de Itália. Para “Berlusconi Ruby” encontrei com Google 10.000 vezes mais resultados do que para o boss da pior banda criminal da História de Itália que foi posto em liberdade o dia depois de ser preso. Existem dois tipos de intocáveis: “Quem fala morre” – Roberto Saviano; ou é condenado a pagar €280.000 por criticar a pior vergonha da História da justiça italiana.
Creio que tenho um blog em italiano com as melhores ideias contra a máfia. Mas parece que certos magistrados em vez de lerem as ideias importantes e inteligentes contra a máfia andam com uma lupa à procura de difamações para fazerem processos e serem premiados com €280.000 por fazerem as piores injustiças.
Um psiquiatra disse-me que me fazia bem escrever mas guardar como diário pessoal e ter muito cuidado a divulgar para não ser condenado por difamação. Mas eu penso que muitas das minha ideias são importantes e necessárias para revolucionar as injustiças, imoralidade, estupidez e fantochadas da velha justiça tradicional e inventar uma NJF=Neo-justiça-futura.
Por isso escrevo em forma de fantasia e argumento para um filme:
Era uma vez um ETT=extraterrestre-turista-na-Terra que aterrou no pais mais mafioso e não compreendia porque existiam 250.000 grandes advogados e menos de 9.000 juízes que ocupavam o tempo com 95% de processos em prescrição para piores mafiosos e grande eficiência para os melhores políticos…
Era uma vez um J0O=juiz-0-olhos, um juiz cego como o personagem principal do livro de Rui Cardoso Martins “Deixem Passar o Homem Invisível”, com um consulente G3O=génio-dos-olhos que inventaram a J3M=justiça-em-3-minutos para fazer melhor em 3 minutos da velha justiça em 30 anos.